Pular para o conteúdo principal

Postagens

Ter fé na vida

Gonzaguinha cantou “Fé na vida, fé no homem, fé no que virá/ Nós podemos tudo, nós podemos mais/ Vamos lá fazer o que será”. Não são versos tolos ou de autoajuda recheado de clichês. São versos simples que nos faz lembrar o quanto à vida é simples, sim, a vida é simples, os desejos são o que nos trazem veneno para alma. Estamos na fase do “D” no mundo: depressão, desemprego, desesperança, demagogia, desonestidade e demência sentimental. Algumas outras coisas podem ser incluídas neste cardápio sinistro, mas por enquanto só esses ingredientes servem para nos tirar o sono. Só há duas saídas: ou seguimos, com diz minha mãe: “ com o coração contido em Deus” ou seja resistindo, comendo pedras e arrotando ipês ou nos entregamos ao lado mal da força e sucumbimos a morte. Caminhar apenas na companhia de si mesmo, conversar com os próprios botões é um bom começo para não morremos precocemente, alimentar-se de coisas positivas, ouvir canções suaves e sensíveis é um ótimo caminho para sabermos que…
Postagens recentes

Por que odiar Brasília?

Se a capital do país fosse ainda em Salvador ou Rio de Janeiro essas cidades seriam odiadas? Creio que não, mas por que muita gente odeia Brasília? Brasília não é só a sede dos três poderes da república, é também uma cidade com quase três milhões de moradores e uma pungente vida cultural.  Há duas explicações, minhas claro, para esse ódio que muita gente tem por Brasília; primeira explicação: Brasília é a manifestação concreta da inteligência e capacidade brasileira, foi erguida no centro do país quando tudo aqui era um imenso vazio. Brasileiros desenharam e construírem Brasília, foi um projeto que deu certo e isso causa ódio. Inteligência e sucesso nem sempre são coisas bem vindas no Brasil, aqui se valoriza a mediocridade, o arremedo, gambiarra, aqui se quer as obras nunca terminadas para ter o que falar e xingar, brasileiros, com raras exceções, são viciados em desgraças, compartilham o dia todo qualquer coisa ruim que esteja ao alcance dos dedos, mas não fazem a mesma coisa sobre …

Um brinde a vida, a você e mim, a nós!

Não sou adepto da ideia: “deixa a vida me levar/ vida leva eu”, mas às vezes não adianta afundar-se em tristeza ou angústias, não vai resolver nada. Então é bom relaxar e seguir os conselhos de Vinícius de Moraes: com alguns bons amigos, beber de bem com a vida. O país ta foda, eu já estou com 43 anos, não fiquei rico (também essa nunca foi minha meta), não tenho nada de excesso para viver, o que sempre desejei é viver com dignidade, com pouco e feliz, o negócio é que até mesmo o pouco é cada vez mais pouco, mas é bom manter o equilíbrio, entre chá e cerveja todo santo ajuda a andar na linha. O Brasil, disse uma jornalista inglesa, não é um país para quem tem coração fraco, e não é mesmo, aqui quem menos anda voa e quem vacila se acostuma a comer farelo e acredita que tudo de ruim que acontece foi porque Deus quis assim. Deus quis assim porra nenhuma, quem quis assim foi nós mesmos, Deus deve ter medo disso aqui. Então um dia ao menos na semana é preciso saber ser leve, caminhar sem pre…

Agressão ao senador Cristovam Buarque

O senador Cristovam Buarque foi hostilizado quando participava de um encontro na Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência), no campus da (Universidade Federal de Minas Gerais) .Primeira coisa, o senador Cristovam Buarque já é um idoso, tem 73 anos, então vejam como essas pessoas estão tratando um idoso que precisa ser escoltado para não ser linchado. Segunda coisa, quem é golpista ou fascista? Impedir que alguém lance um livro é uma ação de quem defende o Estado democrático e de direito ?Não, não é , é sim uma macabra aula de falta de educação e covardia, e confirma os versos de Renato Russo: “ tudo aquilo contra o que sempre lutam É exatamente tudo aquilo o que eles são” Agem com ódio e impedem e tentam calar a voz de quem discorda deles porque estão tomados pelo ódio, não querem diálogo, porque dialogar é para quem aceita contradições. Nesta polarização ridícula e perigosa que infesta nosso país os dois lados são do ódio, se completam, aparentemente vestem roupas difer…

Meus encontros com Lula

O ex-presidente Lula vive seu ocaso, e não vive esse ocaso com grandeza, ele é incapaz de assumir um único erro, mesmo que seja ter estacionado em lugar indevido, mas Lula não é sozinho nesta incapacidade de assumir erros, não é só na política que se nega erros com verborragia contagiante, no nosso dia dia, nós mesmos também temos nossa incapacitante coragem de assumir erros, claro que se comparado aos erros de um ex-presidente ou senador nossos erros são pequenos, mas lembre-se todo câncer começar de maneira microscopia. Em 1998 quando Lula perdeu pela terceira vez uma eleição presidencial não se deprimiu, foi andar pelo país e no dia 16 de setembro de 1999 foi a Santo Amaro da Purificação na Bahia, era aniversário de D. Canô, depois que deixou a casa da aniversariante Lula foi até a pequenina sede do PT, a sede funcionava em uma garagem alugada perto do Bar de Tote, eu estava lá, Lula chegou, um conhecido meu chamado Joaquim, a época presidente do PT municipal, me apresentou a Lula…

Torne-se verbo

A palavra tem sido meu alimento tanto físico quanto espiritual. Divirto-me e trabalho com a palavra, por vocação me formei em Letras e sempre me perguntam: - quem é formado em Letras é o quê? Letrólago? Letrista? Literato? Sempre respondo que quem é formado em Letras tem uma missão nobilíssima: cuidar do maior patrimônio cultural de um povo, sua língua! Tudo começa com o verbo, até Deus no principio era o verbo. Não posso dizer que quem é formado em Letras é literato, estou longe disso, esse título talvez um dia me pertença, mas não é o caso neste instante, por tanto, quem é formado em Letras é licenciado em Letras. Ninguém nos é inferior culturalmente por escrever “preda” e não “pedra”, ser formado em Letras não faz de pessoa alguma xerife da língua, longe disso, nosso maior problema com o idioma não é a sintaxe, mas a semântica, as dores estão no sentido das coisas e o maior desafio nossa capacidade de dizê-las como realmente queremos dizê-las. Além do ABC temos nossa produção text…

Lula: filie-se ao PMDB

Temer gritou: “Nada vai nos destruir”. Mesmo com todas as provas que levaram o Ministério Público Federal a denunciar Temer, ele mantém-se no poder e sua maior força vem da ausência de protestos nas ruas e do apoio de entidades que patrocinaram as manifestações contra a presidente Dilma. Os milhões de pessoas que foram para ruas durante a crise do governo Dilma nos dizem algumas coisas: não estavam nas ruas pelo Brasil, não amam este país, não estavam nas ruas contra a corrupção, mas contra o PT. Se encontrarmos algumas dessas pessoas e perguntarmos por que não estão protestando contra Temer com a mesma virilidade que fizeram contra Dilma vão dizer que é por cansaço. Mentira, mentira e mentira. Havia sim uma repulsa a Dilma, tanto que o motivo que levou ao merecido afastamento dela da presidência se comparado com os motivos que levaram Temer a ser o primeiro presidente em pleno exercício do cargo a responder por crime de corrupção é deverás menor e menos grave. Indignação seletiva e de…