Duo Nativo


Neste São João o melhor licor, o mais refinado e delicado que encontrei foi me servido pelo romantismo " histórico" musical do Duo Nativo. Dupla Formada por Ana Maria e Matias Moreno. Ele voz grave e poesia cheia de saudosismos, ela voz delicada como um fino licor servido para gostos,paladares raros e ouvidos apurados.
As canções do Duo Nativo é a recriação da música dos povos antigos do recôncavo. Se Dorival Caymmi se encantava com o mar da Bahia Matias Moreno se encanta com os saveiros que vão e vem, ou melhor, iam e vinham de todas as partes do Recôncavo. Nas suas letras ainda há espaço para cânticos recheados de axé religioso, há também saudações aos povos dos sertões. Sem contar que sua voz é de uma beleza barroca, na melhor linha João Ricardo (Secos e Molhados ou Zeca Balero) seu canto é grave, forte e sedutor.
Tive o prazer de conhecer Ana Maria no Pouso da Palavra na cidade de Cachoeira-Ba. Sua paixão pela música, suas aventuras e desventuras para poder cantar são comoventes, troquei um dos CD do Duo Nativo pelo meu livro “Os deuses não são socialistas”. Quando chequei em casa e ouvir o CD fiquei encantado com aquela preciosidade, no outro dia voltei a Cachoeira e comprei os outros CDs do Duo.
É música para alegria do mundo, para nossas noites no recôncavo, para nossa alegria profunda, para certezas objetivas de sentimentos não exatos. Conhecer as canções do Duo Nativo é também conhecer um pouco da história da música do nosso país.
Site do Duo Nativo http://cruz.mma.com.br/~anaemoreno/
ediney-santana@bol.com.br
http://edineysantana.zip.net

Postagens mais visitadas deste blog

Mãe

A onda da mediocridade

Caetano Veloso, Chico Buarque e Jean Wyllys