Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro 2, 2008
A dor elegante
De: Ediney Santana


O escritor austríaco Wand Krafstes viveu apenas vinte cinco anos nos sombrios anos 30 do século passado. Publicou os seguintes livros de poemas “O canto escuro” editado em 1925, “ Horas do fim” 1928 e o livro póstumo “ Todos os dias” 1938.
Pouco conhecido no Brasil e praticamente esquecido em seu país Wand Krafstes é um dos grandes momentos da literatura mundial.
Viveu em momento conturbando da história, entre guerras e crises econômicas Krafstes
produziu uma poesia densa, melancólica, mas cheia de desejos, desejos que naquele momento eram os mesmos de toda a humanidade.
Krafstes suicidou-se na primavera de 1930, vivia recluso em sua casa nas montanhas do seu país que tanto amava. Só era visitado por um velho amigo “Frits” que também foi responsável por divulgar sua obra depois de sua morte.
Ler a poesia desse prodigioso homem é mergulhar em sensações raras de encontramos na literatura de hoje, tão repetitiva e tão cheia d…