Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto 21, 2009

Vivos- mortos

Algumas bibliotecas são verdadeiros cemitérios de autores esquecidos ou pior, alguns nunca foram lidos e dificilmente serão. Ser lido e reconhecido em vida não é fácil. Não reconhecido e morto autor e obra tendem a desaparecer completamente.
Agora, ir além da sua geração, compor uma obra que mantenha diálogo com sucessivas gerações é dificílimo. A eternidade é longe demais para ser alcançada pela mediocridade.
Não por acaso criaram a estranha figura do “clássico”, ou seja, escritores imortalizados por inegável contribuição cultural a humanidade, mas canonizados pela elite letrada das universidades e academias acabam distante da maioria dos leitores e odiados por estudantes, preparados não para serem leitores autônomos e críticos, no muito são treinados para marcarem certo ou errado em provas decorebas.
Ser um leitor autônomo é não ser passivo diante qualquer leitura ou autor, por mais célebre que esse autor possa ser. Leitor é autor devem mutuamente se desafiar sem trégua.
Um bom texto va…