Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro 8, 2009

Saudade

De que ou quem você tem saudade? Utilmente tenho saudade das coisas não vividas, de algo que sei em algum lugar está a me esperar.
Na música “Índios” da Legião Urbana podemos ouvir um comovente depoimento sobre essa saudade do não vivido:” É só você que tem a cura pro meu vício de insistir nesta saudade que eu sinto de tudo que ainda não vi”.
A palavra “saudade” é unicamente portuguesa, não existe em nenhuma outra língua e nem há equivalente em tradução alguma. Traz ela toda uma carga de saudosismo lusitano. Essa coisa a sermos sem vivê-la, poesia perdida em algum canto de tristeza ou alegria sem razão, latinidade europeia que nos trópicos se confunde com beleza, tristeza e distanciamento.
Raul Seixas em “S.O. S” mergulhou também nesta saudade do não vivido. Desesperado
Raul clamava por um certo moço do disco voador que o levasse para longe . Quantos dias não sentimos saudades desse ir e desejamos também sermos levados por um disco voador?
Como na canção de Raul, hoje é domingo, véspera…