Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 4, 2009

A justiça e o Bordel Brasil-para alguns

Imagem
Pior que um ladrão a jurar santidade é um ladrão roubado por outro que por isso vira oposição ao sistema criminoso que ajudou a criar. Bandidos diplomados e poderosos como José Arruda, governador de Brasília, geralmente ganham da justiça uma anomalia do direito chamada de “delação premiada” e ficam impunes pelos crimes cometidos, no máximo renunciam ao mandato e voltam em pouco tempo as hastes do poder com a bênção e solidariedade da justiça e a cumplicidade criminosa dos seus eleitores.
Lúcio Flávio há muito disse que “bandido é bandido e polícia é polícia”, Lúcio Flávio foi um bandido romântico, mas nem por isso menos facínora, romântico por acreditar que a instituição policial estava distante do universo criminoso que ele vivia e em sua frase nos diz da impossibilidade dessa instituição um dia ser criminosa.
Nos dias de hoje bandido por ser polícia, promotor, juiz ou governador da capital federal de um país.
A justiça brasileira vive de sugar o sangue dos mais fracos, geralmente pegos…