Luz, sombras e creme de amendoim

Lúcifer significa luz ou aquele que traz o conhecimento, Deus é pai. Mas Deus expulsou Adão e Eva do paraíso por Eva desejar conhecimento e ter aberto os olhos de Adão ao maravilhoso mundo o qual viviam e não sabiam, Deus não perdoou: além de expulsá-los da “boa” vida, iniciou o machismo ao multiplicar as dores de Eva e amaldiçoá-la.
A Bíblia nos diz que Lúcifer era o mais importante dos anjos no céu. Assim como na terra, no céu também impera ou imperava as desigualdades e os níveis elitistas de sociedade, talvez por isso Lúcifer desejasse tomar o lugar de Deus e para nossa desgraça foi jogado logo aqui no nosso pequeno planeta azulado, Deus deveria está bem zangado, não poderia mandar Lúcifer para Marte?
O paraíso criado por Deus foi transformado por Lúcifer, o qual logo apelidamos de Diabo.
Luxuria, grana, ciência, doce de banana, crimes e guerras, internet e AIDS foram algumas coisinhas que o Diabo nos apresentou lá da sua cozinha no 5ª dos infernos.
Da simples árvore proibida ao homem no jardim do Éden o Diabo adoçou e amargou nossas vidas. Se há luz, há também a sombra, mas Deus não quer saber de conversa e prometeu punição eterna para todos que estiveram ou estão deitados na rede do tinhoso.
Deus mandou até seu filho para tentar nos salvar, mas o Diabo mais esperto colocou a paixão no coração de Jesus e este esqueceu de nos salvar, salvou a se mesmo fugindo para uma praia na Bahia com sua Madalena.
Coube a Saulo, soldado matador de crente, que depois se arrependeu dos pecados e virou Paulo, a inventar uma história bonitinha, aí por linhas tortas Deus conseguiu redimir a honra do seu filho fujão.
O que nem Deus e nem tão pouco o Diabo esperavam é que nós, os mortais mais otários do universo, roubássemos a imaginação de um, a ciência do outro e nos reinventássemos... Anjos, lindos e um pouquinho tarados pela desordem.
Criamos tantos outros paraísos e infernos.
O Diabo foi clonado e aperfeiçoado e Deus já são tantos que quase nem reconhecemos mais qual foi o primeiro Deus, pai e carrasco de tudo.
Chega de heresias... Um arco-íris com anfetaminas, por favor!
* Sugestão de leitura “O evangelho segundo Jesus Cristo” de José Saramago.
ediney-santana@bol.com.br
http://carasmentirosas.blogspot.com/

Postagens mais visitadas deste blog

Mãe

A onda da mediocridade

Caetano Veloso, Chico Buarque e Jean Wyllys