Pular para o conteúdo principal

“Minha fé me faz um homem de aço” *

Quando Roberto Carlos perdeu para o câncer sua esposa um reporte perguntou-lhe se ele ainda acreditava
que a fé removia montanhas.
Resposta do Roberto:
“A fé não remove montanhas, mas ajuda contorná-las”. Resposta cheia de maturidade emocional para um homem de coração tão cheio de misticismos. Escrevo isso porque crer no sobrenatural é não ter pouso no racional, a fé desafia a racionalidade, se confrontada com o que nos ensinam ser racional ou ela ou esse tal de racionalismo cai por terra.
Ser ateu não é o mesmo que não ter fé, o ateu nega estruturas religiosas e seus deuses absurdos, forjados mais por razões políticas e econômicas do que pela necessidade puramente mística, por tudo isso o ateu nega religiões e não a fé em algo possível de atuar em nossas vidas.
A fé puramente humana, sem misticismos, na qual a vida por si só se resolve, essa fé é a crença única dos ateus.
Fé religiosa é aquela na qual a vida por si só não tem sentido e por isso mesmo busca na crença das divindades razões para se fortalecer. Essa é a fé dos religiosos, a fé de Roberto Carlos.
As religiões de um modo geral têm forte apelo comercial e controle social, fazem parte das estratégicas de manutenção de poder de inúmeros grupos políticos, a crença em um deus é apenas uma ideia coadjuvante para esconder suas reais intenções.
Como disse “de um modo em geral”, mas, não como um todo. Há pequenas religiões, que creio são sinceras em suas crenças, realmente buscam fazer valer sentido de algo divino dentro de suas verdades, mas elas são exceções no mundo das religiões S/A.
O ministério da cultural vai gastar mais de meio milhão de reais para restaurar a Igreja da Purificação aqui em Santo Amaro-Ba, Igreja que é uma instituição Italiana, embora oficialmente pertença ao Estado do Vaticano, ao lado da mesma Igreja há o hospital da Santa Casa que atende a população carente da cidade, quer dizer atendia, pois desde o ano passado vem gradativamente entrando em estado de falência aos olhos dos governos os quais não fazem nada para reverter à situação.
Restaurar uma instituição privada parece para o governo salutar, garantir o lugar de penitência do povo, o mesmo povo que vai sempre precisar da extrema-unção dos padres para os seus mortos falecidos por falta de médicos os quais Estado deveria ter assegurado assistência.
No entanto não podemos confundir, fé com religião. Religião é clube, são corporações que advogam um deus para cada uma, fé você pode ter e criar, cultivar como bem entende, em sua casa ter seu altar, na lua ou nas moedas de prata da Grécia Antiga ou se possível em nada.
Fato é que conviver só em si não é fácil. Freud certa vez escreveu que Deus é uma necessidade e se ele não existisse nós o criaríamos, como de fato , creio, acabamos por criá-lo... Sem intolerância cada um cultiva a crença ou não no deus que em seu coração melhor cantar ou não.
Ps- Desejo encontrar abrigo no coração de um bom deus ou deusa, mas que não seja os mesmo os quais tanta gente má diz crer.
* Frase de Roberto Carlos 



Postagens mais visitadas deste blog

"A felicidade é uma arma quente”

Eu que nunca saio do meu lugar exílio, imagino como o mundo deve ser lindo. Estou tão fantasma em Santo Amaro que me considero um prisioneiro condenado a devorar-me sem piedade e pouco a pouco ir morrendo de tantas angústias que não há sol a iluminar tanta escuridão.
Você descobre que está ficando para trás quando todos da sua geração foram embora. Quando esses seus amigos voltam à cidade e você só fala com eles do passado é sinal também que a amizade já era, ficou presa em algum lugar desse mesmo passado. Nem eles e nem você cabem mais na vida um do outro.
Acostumar-se com migalhas de felicidade, com aparente segurança da rotina é um passo certo para pararmos no tempo, para voltado às pequenas coisas nos tornamos bobos de uma corte morta há tempos.
Torna-se um monumento não é bom, se isso acontece quer dizer que mesmo você estando vivo, todos vão considerá-lo morto. Tenho a impressão que a natureza só mata alguém quando esse alguém já não interfere nem para o bem nem para o mal na vida…

Carta para daqui a 50 anos

Hoje é sábado, 29 de junho de 2013, São Pedro, últimos dos santos juninos, aqui perto em São Francisco, vai ter show “grátis” do Chiclete com Banana, claro que não vou, tem gente em excesso de suposta felicidade e acho um saco tanta gente feliz junta por quase nada, não que eu seja triste, mas a minha felicidade repousa na linha do horizonte, não se resume a uma multidão insana pulando e gritando: “chicle...tê!!!! Em 2063, o maior plano é tá vivo, curtindo minha velhice e ouvindo as histórias da minha filha, ler essa carta nem que seja com uma lupa daquelas de Sherlock Holmes, talvez olhe para uma foto minha de hoje e diga: elementar, meu caro, tudo no fim deu certo. Não pense, eu de hoje, que meu sonho é só envelhecer, há o recheio, como de um sanduíche que comi certa vez e daria para alimentar um uma fila inteirinha de pau de arara, pau de arara eram caminhões que certamente devem ter levado muita gente minha para São Paulo, gente que por lá trabalhou duro e morreu da mais profunda…

Como é viver com ódio?

A internet parece ter sido transformada na vitrine do ódio. Sempre encontro bons vídeos e sites na internet com conteúdo interessante e instrutivo, mas esses sites e vídeos têm baixíssimas visualizações, por outro lado sites e vídeos com conteúdo de ódio ou violência têm milhares de acessos. Canais de políticos que não tem nada de proativo ou ideias criativas e práticas, mas explodem de ódio batem recordes de seguidores que expõe ódio, violência verbal e ameaças.   Parece ser um estado permanente de ódio, seja religioso, sexual, político ou cultural, nada escapa ao ódio. Algumas manifestações de ódio são abertas ou diretas, outras são disfarçadas de altruístas, mas todas têm como objetivo neutralizar qualquer voz dissonante dos que esses furiosos ambidestros pretendem. No mundo da violência emocional odeia-se por um único motivo: não há no mundo espaço para concepções socais diferentes das quais a ambidestra cavaleira do ódio defende.   O ódio emburrece, torna bruto corações e mentes…