Pular para o conteúdo principal

Um país encruzilhada

Às vezes imagino o Brasil com um país encruzilhada, parado no meio fico imaginando qual caminho devo seguir, mas também penso nos inúmeros caminhos certos e errados que o próprio país seguiu.
Quando lembro de Paulo Freire,no meio da encruzilhada resolveu seguir o caminho de não viver só para si , com isso ajudou e ajuda milhões de pessoas pelo mundo a saírem do analfabetismo... Emociono-me com o meu Brasil.
Quando olho ao meu lado e vejo o quanto à ignorância é perigosa sinto medo, vergonha de ter nascido em um país no qual o presidente orgulha-se de não ter nunca lido um livro; o orgulho da ignorância é a celebração de um estado permanente de estupidez.
Nos jornais uma menina linda nascida em São Paulo nos chama de sujos e imundos. Penso o quanto não temos mais unidade, o quanto norte e sul se agridem verbalmente, se fossemos um povo dado a ação já não seríamos mais um só país. Menina linda! Tudo que de bonito você tem é efêmero, mas seu preconceito pode deixar marcas profundas, se fosse só ignorância iria te convidar para um dia de paz e festa aqui no nordeste, mas é preconceito, então não há muito a fazer.
Martin Luther king: “leis não obrigam você me amar, leis servem para obrigarem você me respeitar”. Senhores promotores paulista, (enquanto formos um só país) ao trabalho, por favor.
Por outro lado sinto um orgulho danado do país da Embrapa, empresa importantíssima para o desenvolvimento da agropecuária no país, empresa que nos deu o feijão carioquinha, mamão papaia, faz experimentos genéticos para melhorar a qualidade dos alimentos, busca alternativas ao uso de agrotóxicos nas plantações, vem combatendo com eficiência a Vassoura de Bruxa (praga que quase acabou com nossa lavoura de cacau, tantas outras importantes conquista para o real desenvolvimento de um país notadamente agrário, mas não mais rural.
Escolher qual caminho seguir na encruzilhada requer confiança não só em si, mas no próprio país. Minhas crenças no Brasil são sólidas, como um personagem de Sartre sinto náuseas do brasil- administrativo- político tão diferente do país maravilho o qual um dia renascerei.
Sinto um orgulho danado de ter nascido no país de Geraldo Vandré - compositor, enquanto os chicos sonhavam com o amanhã melhor, ele enfrentava os monstros do agora.
A encruzilhada está aqui com seus caminhos, particularmente prefiro aguardar até 1º de janeiro de 2015 para quem sabe voltar a ser feliz. Mas como Vandré vou dando minhas mijadas neste brasil - administrativo- político que é só um urubu cafetão na arte de extorquir e matar o nosso Brasil bonito por natureza e roubado pela cumplicidade de muitos dos seus filhos.
http://edineysantana.zip.net/
ediney-santana@bol.com.br

Postagens mais visitadas deste blog

Mãe

Livros. Bendita seja minha mãe que aos livros me apresentou, benditos livros que não me tornaram parte do lado doce da vida, mas também não me deixaram afundar no lodo existencial.  Bendita sejam todos letrados ou iletrados, benditos sejam os olhos "cegos" do meu pai que foram os guias dos meus passos, bendita seja cada letra do alfabeto, cada virgula, ponto, travessão, exclamação, dois pontos para me levarem ao mundo sem dor. Benditos sejam os anjos das vogais, os doutos das consoantes, Bendita seja minha professora Norma e sua doce alegria que na minha adolescência me mostrou a poesia da gramática, bendito seja meu professor Anchieta Nery  que me disse:  -Você é poeta. Bendita seja a noite, a sempre noite das minhas insônias, as tristezas amigas, o espelho que não me reflete, bendita seja a fé que não tenho,  esteja comigo para que na hora da minha morte eu não sofra o que já sofri pelas horas da vida. Benditos sejam os amores,  paixões,  verdades,incertezas da vida, gran…

A onda da mediocridade

Não acredite nesta história de "onda azul ou vermelha". Frases como essas foram criadas por empresas de propagandas, elas querem convencer você a votar da mesma maneira que nos induzem a comprar tal marca de cigarros ou cervejas. Essas empresas de publicidade não estão preocupadas com sua cidade ou sua felicidade, querem que você descida pela emoção, enquanto você ataca com sua emoção quem defende a "onda azul" ou quem defende a "onda vermelha", criando um clima de justiçamento político não enxerga o óbvio: as mentiras que são contadas, inventadas para que você se sinta bem estando de um lado ou outro, para que você tenha orgasmos políticos, como se realmente fizesse parte da mudança prometida, mas você é só uma ponte para que um grupo ou outro chegar ao poder. A “onda azul" e a " onda vermelha" são motivadas não por um sincero sentimento de esperança, realização ou sentimento cidadão, são motivadas pelo desejo de poder, é só o que aliment…

Caetano Veloso, Chico Buarque e Jean Wyllys

O que Caetano Veloso, Chico Buarque e Jean Wyllys têm em comum? Todos são ex-empregados da Rede Globo. O Buarque e o Wyllys se dizem de esquerda, Veloso é...é... Olha quem sabe, porém quem nemnem. Pois bem. Há quem acredite que "gênios" se fazem sozinhos, que eles têm o poder mágico do talento e só isso basta para que tenham reconhecimento e sucesso. Não é. Sem o poder da Rede Globo nunca essas pessoas teriam o alcance que tiveram e duas delas levantariam dúvidas sobre a suposta genialidade atribuída a ambos. Dez entre dez pessoas “super inteligentes” “cabeças”, “imunes a manipulação da mídia golpista” têm no trio citado aqui algo que chamo de esquerdismo cristão. Conheço até pessoas que recusaram participação em programas da Rede Globo, acreditando assim estarem contribuindo, como bem cantou Raul Seixas, “para ao nosso belo quadro social”, mas rezam na cartilha de crias da própria Globo. Jean Wyllys é um pouco mais velho que eu, mas somos da mesma geração, militei anos n…