Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 22, 2010

Desassossego

Um dia desses encontrei uma, digamos... Amiga de ocasião. Perguntei como ia a vida, as emoções perdidas se ainda incomodavam, os amores de sempre, vividos e os vãos.
Resposta (sem muita acidez): “estou vivendo o inferno do desassossego”.
Inferno do desassossego? Dever ser mesmo um inferno viver assim. Estar desassossegado (ao menos acredito nisso) é não ter pouso em nenhum contentamento, se sentir estrangeiro em si mesmo, errantemente sem querer encontrar terra prometida alguma.
Pode-se estar desassossegado por inúmeros motivos, mas não duvido que o principal seja a sociedade de consumo e sua impiedosa exclusão com quem não consegue viver seus rituais famigerados de ostentação.
Junte a sensação de impotência e incompetência diante do “maravilhoso mundo” do cartão de crédito, como sem ele o mundo real fica chato e menor, como sem ele é complicado encontra o príncipe ou princesa encantada e chegamos ao tal do desassossego ou ao menos em uma das suas matrizes mais perversas.
No inicio do text…