Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho 26, 2010

“O amor era para ela exercício heróico”

Ítalo Calvino em seu mágico romance “O Barão nas árvores” nos conta a fantástica história de Cosme Chuvasco de Rondó que ainda criança decidira viver em árvores e delas nem morto desceu.
Cosme é um personagem maravilhoso porque decidiu encarar a vida e vive-la de maneira não ortodoxa e nem um pouco previsível.
De cima das árvores Cosme inventou coisas, ajudou pessoas, amou e sofreu por amor e quando pressentiu a morte atirou-se ao mar agarrado a um balão e desapareceu para sempre nas águas.
Gosto do livro de Ítalo Calvino porque ele nele o improvável pode existir enquanto em momento algum o tédio ou a rotina de uma vida insossa encontra espaço para acontecer. Muita gente se afoga em um mar de previsibilidade e mesmo quando parecem fugir a rota em verdade apenas cumpre um papel o qual muitas das vezes interpreta com o talento de um ator de quinta categoria.
Não viver papéis pré-estabelecidos, galvanizados na mediocridade ou pela indução dos modismos fabricados sobre encomendas para padroni…