Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto 23, 2010

“Vai quebrar a cara”

“Ney como você gostaria de ganhar a vida?” Essa pergunta me foi feita por uma amiga esses dias em uma boate em Feira de Santana, respondi: gostaria de vender ideias. Ela riu e disparou: “vendedor de ideias, parece título de livro da Elsevier”. Mais adiante disse: “passe logo em concurso público, se não você vai quebrar a cara, acorde você está no Brasil aqui não se vende ideias, se fosse aos menos requentar o que já temos”
“Requentar o que já temos”. Fiquei pensando nisso boa parte da noite, não toda noite, se não estragaria a alegria de me estar ali com uma morena digna de uma canção do Gonzaguinha. Em verdade ela estava mais ou menos correta, o Brasil é dado a pensamentos requentados, a chupar o velho chiclete da mesmice, mas convenhamos há muita gente boa por aí fazendo coisas certas e criativas.
Quando vendia jornais na banca de revistas Revicoque, em Santo Amaro-Ba, me encantava ler artigos de pessoas que sabiam fazer as coisas acontecerem, como um escritor com sua máquina de escre…