Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro 15, 2010

A luz da sombra

Os olhos são os pecados d’alma. A indiferença o litígio perverso que inventamos para nos distanciarmos do outro que por algum motivo nos traz sugestão de morte e não de vida, o outro que por algum motivo perdeu a capacidade de nos encantar.
Se desejarmos algo ou alguém primeiro devoramos com os olhos, são os olhos sedutores de primeira ordem, o discurso mundo que poucos resistem. Quando cansamos de nos “fartarmos” com esse algo ou alguém o laçamos no limbo da vida, ou seja, a indiferença.
Se formos nós o objeto do cansaço, geralmente batemos na porta e ninguém tem disposição para abrir, aí depois de inúmeras noites chorando encolhido na cama você acorda e decide viver e para isso o primeiro passo: ter a mão a indiferença com a própria condição de só e ao mesmo tempo toda possibilidade de parcerias que estão soltinhas por aí a nos esperar de braços abertos.
Braços abertos para qualquer coisa inclusive só um deliciosa trepada ao fim do sábado, por isso não coloque o coração nos olhos, colo…