Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 16, 2010

O mal do século

Imagem
No final dos seus 36 anos de vida Renato Russo reescreveu em uma das suas canções o mal do século dos poetas românticos: “Diga o que disserem o mal do século é a solidão”. Cantou isso Renato na bela canção “Esperando por mim”. Há alguns caminhos os quais por vezes são percorridos na indigesta companhia da: solidão sentimental, ideológica, política, cultural e claro social. Nesse caminhar em cada momento se não fiéis ao bem humano que somos, vamos nos deixando pedaço por pedaço nas esquinas do acaso do que não somos, mas nos fizeram acreditar cegamente não existirmos além disso tudo. Conviver não é viver em um mundo sem diálogo, ter com outra pessoa é antes de tudo saber dela, ouvi-la, segurar bandeiras não é impor um desejo radicalmente no coração de ninguém, nada imposto tem final feliz. Nem o bem pode ser imposto pela força. Não estar solitário é ter algum tipo de amparo, de carinho gratuito, estar feliz na face de alguém que nos quer bem pelo bem, o amor pelo carinho de se estar prese…