Pular para o conteúdo principal

Desumanizar

Em uma cena do filme 1984, baseado no romance homônimo de George Orwello o personagem principal diz: “o importante não é manter-se vivo, mas humano”.
Quantos conceitos inventamos para palavra “humano”, quantos vernizes jogamos sobre a vida todos na tentativa de artificializá-la de acordo como nossos interesses políticos? A humanidade é uma tragédia sociológica, uma aberração que nos tirou do reino animal e nos colocou no reino da hipocrisia e totalitarismos sentimental de poder e egoísmo.
A vida é natural a humanidade não. Inventamos a humanidade e com ela saímos do reino animal e nos artificializamos em bastardos sorrisos. Criamos leis, afetos e classes sociais, a vida é união, a humanidade é casta.
O personagem de 1984 ao dizer que: “o importante não é manter-se vivo, mas humano” reafirma suas crenças na humanidade e atribui à vida um estado primitivo no qual o afeto não se realiza. Acredito na vida animal, mas não tenho esperanças nesta humanidade pasteurizada de sorrisos propaganda de creme dental e amores desenhados em coraçãozinhos vermelhos, tudo isso é masturbação a seco sem gozo ou tesão.
Sem humanidade seriamos mais leais uns com os outros, mataríamos apenas para nos defendermos ou nos alimentarmos, viveríamos com e para a natureza e não teríamos essa relação com ela predadora e imoral baseada na nossa estúpida vocação suicida.
A humanidade nos embruteceu, nos tornou criaturas horrorosas, predadoras e insensatas. Se antes éramos animais parte da totalidade da natureza agora a humanidade nos divide em raças, minha raça é a animal, estou me lixando para causa negra, branca, gay, feminista, religiosa ou dos maconheiros... Minha causa é a defesa da nossa animalidade, o sentido original de estarmos aqui.  O resto é tudo invencionice sociológica, acreditar que somos humanos é uma estratégia par nos tornamos dóceis e servis quando deveríamos pregar a desobediência civil e a queda de todo sistema humano diretivo do país que nos trata como sub-raças. Sub-raça é uma divisão criada pela humanidade para nos colar sempre a baixo dos seus agentes controladores.
Humanos fabricam armas, animais não, humanos acumulam riquezas roubadas, animais não, humanos riem e depois oferecem copos de veneno, animais não, humanos fingem amor e casam por interesses, animais são anarquistas, animais vivem em paz com a natureza, humanos destroem a natureza, humanos oferecem as próprias fezes aos seus, animais enterram suas fezes.
A humanidade nunca foi humana, esconde-se atrás de um discurso de mundo civilizado e brandura, mas tem nos tornados brutais e cruéis. Sou mais animal que humano, exercito cada vez mais minha animalidade.
Esquecer a artificial ideia de humanidade, viver plenamente nosso coração selvagem, sem medo de nos reconhecermos animais. Animais não pagam pistoleiros para matar pessoas, animais não criam quadrilha políticas para roubar a merenda escolar, animais não mentem, não estupram.
A humanidade é nazista, comunista, cristã, evangélica, trabalhista, espiritualistas, ditadora, democrática, esquerdista, direitista, budista, judaica, islâmica, capitalista, socialista, individualistas, negra, criminosa, totalitária, branca, grosseira, mesquinha, machista, feminista, puritana, conservadora, liberal etc... Tudo isso são eufemismos e adjetivos para sempre manter uns em cativeiro e outros sempre na casa grande, uns servos e outros senhores.
Quando não havia humanidade éramos todos livres, vivíamos para o necessário da vida, e o necessário da vida é vivermos e estarmos aqui... Mas vêm os furacões, as pragas, os terremotos, as enchentes, as secas, o frio... A natureza ri e tem pena de nós e a todo o momento nos faz cairmos de joelhos sobre os escombros da nossa falida humanidade.

Postagens mais visitadas deste blog

Mãe

Livros. Bendita seja minha mãe que aos livros me apresentou, benditos livros que não me tornaram parte do lado doce da vida, mas também não me deixaram afundar no lodo existencial.  Bendita sejam todos letrados ou iletrados, benditos sejam os olhos "cegos" do meu pai que foram os guias dos meus passos, bendita seja cada letra do alfabeto, cada virgula, ponto, travessão, exclamação, dois pontos para me levarem ao mundo sem dor. Benditos sejam os anjos das vogais, os doutos das consoantes, Bendita seja minha professora Norma e sua doce alegria que na minha adolescência me mostrou a poesia da gramática, bendito seja meu professor Anchieta Nery  que me disse:  -Você é poeta. Bendita seja a noite, a sempre noite das minhas insônias, as tristezas amigas, o espelho que não me reflete, bendita seja a fé que não tenho,  esteja comigo para que na hora da minha morte eu não sofra o que já sofri pelas horas da vida. Benditos sejam os amores,  paixões,  verdades,incertezas da vida, gran…

A onda da mediocridade

Não acredite nesta história de "onda azul ou vermelha". Frases como essas foram criadas por empresas de propagandas, elas querem convencer você a votar da mesma maneira que nos induzem a comprar tal marca de cigarros ou cervejas. Essas empresas de publicidade não estão preocupadas com sua cidade ou sua felicidade, querem que você descida pela emoção, enquanto você ataca com sua emoção quem defende a "onda azul" ou quem defende a "onda vermelha", criando um clima de justiçamento político não enxerga o óbvio: as mentiras que são contadas, inventadas para que você se sinta bem estando de um lado ou outro, para que você tenha orgasmos políticos, como se realmente fizesse parte da mudança prometida, mas você é só uma ponte para que um grupo ou outro chegar ao poder. A “onda azul" e a " onda vermelha" são motivadas não por um sincero sentimento de esperança, realização ou sentimento cidadão, são motivadas pelo desejo de poder, é só o que aliment…

Caetano Veloso, Chico Buarque e Jean Wyllys

O que Caetano Veloso, Chico Buarque e Jean Wyllys têm em comum? Todos são ex-empregados da Rede Globo. O Buarque e o Wyllys se dizem de esquerda, Veloso é...é... Olha quem sabe, porém quem nemnem. Pois bem. Há quem acredite que "gênios" se fazem sozinhos, que eles têm o poder mágico do talento e só isso basta para que tenham reconhecimento e sucesso. Não é. Sem o poder da Rede Globo nunca essas pessoas teriam o alcance que tiveram e duas delas levantariam dúvidas sobre a suposta genialidade atribuída a ambos. Dez entre dez pessoas “super inteligentes” “cabeças”, “imunes a manipulação da mídia golpista” têm no trio citado aqui algo que chamo de esquerdismo cristão. Conheço até pessoas que recusaram participação em programas da Rede Globo, acreditando assim estarem contribuindo, como bem cantou Raul Seixas, “para ao nosso belo quadro social”, mas rezam na cartilha de crias da própria Globo. Jean Wyllys é um pouco mais velho que eu, mas somos da mesma geração, militei anos n…