Com quem você anda trepando?

Alguém já escreveu, acho que Woody Allen: a melhor trepada é consigo mesmo. Um bom dedo ou mão às vezes faz um bem danado. Seja lá como for é bom pensar duas vezes antes de se lambuzar, como fez a Geni do Chico Buarque, com uma cretina ou cretina qualquer.
Dia desses um amigo me disse que só consegue excitar sua esposa com filmes pornôs, ela gosta de se imaginar no meio daqueles meninos que tem uma tromba de elefante no meio das pernas e uma ervilha no lugar do cérebro. Mas por que diabos ela não larga o marido e vai ser atriz pornô, sair com garotos de programa ou ainda buscar um novo marido que tenha prazer em ser bom amante e não em ser subdiretor de filmes pornôs?
Outra amiga minha já viajou com o marido pelo mundo todo, motivo? Não era só fazer turismo ou visitar um ilustre falecido no Père-Lachais, o cara é depressivo e só se sente bem com ela dentro de um avião, um Santos Dumont rico e com uma santa do lado. Nunca passou pela cabeça do infeliz fazer um tratamento? Mas rico é rico e pobre ta fodido, se fosse pobre em vez de avião teria taras por se deitar na linha do trem.
Convenhamos algumas esquisitices sexuais ou não cabem bem na vidinha 3 X 4 dos ricos porque são transformadas em excentricidades. O sujeito caga em uma tela expõe no MASP e sai de lá com o título de revelação do diabo pop-modernista da sétima arte. Tudo pago com dinheiro público, é claro. Ainda riem do meu sotaque nordestino cantando a espetacular Volta da Assa Branca. Rico é rico, pobre é foda.
Gosto de sexo oral (mas não obrigo ninguém a fazer) para mim uma boa chupada é uma maravilhosa prova de amor e confiança que o dito ou dita cuja do outro toma banho todos os dias, mas há quem prefira um carrinho. Carinho é coisa de menino tolo que escreve em blog, me masturba satanás que estou quase gozando.
Gente é para gente, comer feijão com arroz todos os dias é para quem não pode levar para cama uma Brandi Carlile ou um Antonio Banderas, mas é bom lembrar, mesmo uma Brandi Carlile que parece nem gozar de tão lindinha que é, peida. Peidar nos diz que todos são gente, não espere um corpo sem mau cheiro, inventamos perfumes para enganarmos nossas invisíveis alucinações, como ter no outro a carta de alforria para nossas desgraças pessoais.
Para mim nada mais constrangedor de quer uma mulher lavando cuecas. Porra! O cara trai a mulher, sai com qualquer criatura para um motel e depois deixa a porra da cueca suja de gala e secreções virginais para a pobre da mulher lavar. Toma vergonha santo de 30 de fevereiro.
Mas claro tem aqueles homens que são honestos, mas seja la como for, mulher alguma nasceu para lavar cuecas.
Desde ontem chove em Santo Amaro, estou sozinho em casa com minha mãe, nestas horas é lembro que existe solidão, eu e minha mãe dois corações solitários. Gente é para gente, ainda bem que há amizade, sem isso seria insuportável a vida.
Às vezes penso em me casar, ás vezes acho que viverei para sempre sozinho, quando mais olho para as pessoas mais medo sinto. Porra! Por que um advogado vale mais que senhora a varrer minha rua? Por que se amanhã descobri que passei no concurso de Policia Federal deixo de ser esquisito, passo a ser excêntrico e vou até ganhar título de cidadão santoamarese? Porra! Me traga uma comédia românica, mas de que gente preciso de amor e carinho. O diabo é descobrir como ter amor e carinho sem ter gente por perto.
Seja lá com quem você anda trepando lembre-se gente é para gente, sinta-se feliz, qualquer tartaruga vive mais que uma geração, a dor é real, sorvete de morango não resiste ao calor, mas teu amor pode viver muito... Paz e luz.

Postagens mais visitadas deste blog

Mãe

A onda da mediocridade

Caetano Veloso, Chico Buarque e Jean Wyllys