Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 19, 2011

"A ema gemeu no tronco do jurema”

Lá vem ele do seu Maranhão, quer chegar ao Rio de Janeiro, mas antes vendeu doces pelas ruas de sua cidade, Pedreiras. Foi descendo o nordeste, na Bahia ficou um tempo bom, trabalhou como garimpeiro em Minas Gerais, no Rio foi ajudante de pedreiro e até ator de cinema foi no filme “Mão Sangrenta”, de 1954, do diretor Carlos Hugo. Nos estudos foi até o terceiro ano primário, não por vontade própria parou de estudar, teve que sair da escola para que um coletor de impostos recém chegado a Pedreiras colocasse o filho em seu lugar. Era negro, negro não podia muito, seu avô foi escravo fujão... E vai o Brasil com suas histórias que nos quer a todo custo impedir de voar nas asas do vento leste. Gostava de beber, com os garçons dos seus botecos preferidos compôs algumas músicas. Com o garçom Raimundo Evangelista escreveu “Minha história”, gravada por Nara Leão e com Antonio Euzébio compôs “Assim não dá”. Muitas de suas canções denunciavam a miséria do povo nordestino, por isso mesmo foi alvo cer…