Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 5, 2011

Tal felicidade

Individualmente você e eu podemos até sermos ou somos felizes, mas na coletividade ninguém é feliz neste país que a meia noite sempre vira abóbora. O Brasil é o fruto coletivo do individualismo, somos um povo sem paciência para pensar no outro, a regra básica para si viver por aqui está nas palavras do coronel Tamarindo no seu brado de retirada da Guerra de Canudos, brado registrado por Euclides da Cunha em “Os sertões”: “É tempo de murici cada um cuide de si”. Vivemos em eterno estado de “murici” e neste tempo eterno cuida cada um de si como se a coletividade arruinada não tivesse absolutamente nada haver conosco. Felicidade coletiva? Presos em engarrafamentos na solidão do ar condicionado ou no inferno de um coletivo super lotado? Felicidade coletiva? Quando estamos na busca desesperada por atendimento médico em postos de saúde ou hospitais públicos que estão mais para criadouros de bactérias? Felicidade coletiva quando os índices de mulheres casadas contaminadas pelo HIV aumentam assus…