Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril 5, 2011

Ridículo

Ridículo é sexo sem tesão, informação sem conhecimento, conhecimento sem sabedoria, é silenciar quando tudo é propício a ação, ridículo é viver para o outro e não com o outro. Ridículo é a tentativa de singularizar nossas emoções quando há um arco-íris a festejar para nós todas possibilidades que temos de rebeldia contra o modelo medíocre de sociedade que tentam nos engessar corações. Ridículo é dizer: “eu te amo!” quando não há mais ninguém para ouvir, quando se é apenas ego a jazer sobre os escombros de uma vida que nunca existiu. Ridículo é viver no passado ou apegado a uma vida que já não faz sentido enquanto o presente nos chama para esse viver do agora, mas e se insiste em agonizar no passado que mesmo tenha sido bem ou mal é passado e nada agora pode nos ajudar a resolver nossas vidas, vida pede ação, ação é tempo presente quem se nega a isso é sofre de alguma doença, o que causa dor deve ter como sepultura o passado, nada me causa mais felicidade que apagar número de telefone…