Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro 9, 2011

Biografia de uma noite e o amor que não amanheceu

Estou tanto em você que nem sei de mim. Chove, nuvens cinza estão sobre minha casa, no jardim não há alegria costumeira, quero estar em teus braços quando o verão chegar, com você o amor é possível, me abrace tenho medo e há tanta dor. Ando, sei, sumido, pouco saio às ruas, mas sem estar contigo de que me vale as coisas do mundo? Hoje cantei nossa canção, desenhei estrelas na areia e vi seu rosto nas nuvens brancas do tempo, meu coração às vezes fica tão cansado então me lembro de você sorrindo, me abraço na saudade gostosa de estar ao teu lado. Escrevo poesias, meu Cantina da Serra acabou, já é tarde, tudo tão silêncio em Santo Amaro, vou andar pelo Sacramento, encontro os donos do Bairro, nos cumprimentamos cordialmente. Você está comigo, posso ouvir sua voz, sua delicadeza de amar as coisas simples e talvez por isso goste do meu coração simples como madrugadas de domingo. Sou como o personagem de um velho filme que só conhecia o mundo pela TV, mas também sei dos livros, uma vida toda …