Adestração pública

Por que a educação pública é tão ruim? Porque é feita para o povo e o povo não é cidadão. Povo é um aglomerado humano de alegria fútil e perspectivas sociais rasas, o povo é a mula da elite financeira e política, presta-se com dedicação ao servilismo, aceita passivamente migalhas sociais enquanto seus lideres vivem como reis, o povo aceita uma educação miserável porque coloca sua vida nas mãos de “heróis”, “heróis” quase sempre criminosos e diplomados no poder pelas bênçãos desse mesmo povo.
A educação pública é ruim porque os governos sabem o povo que tem e que sempre quer ter, povo de perspectiva humana tacanha, que ri das próprias misérias quando deveria se indignar, os governos tratam o povo como idiotas e povo aceita de braços abertos, os governos governam apenas com a esperança, mantém o povo na lama dessa esperança imunda, o povo espera por dias melhores que nunca chegam, o povo é viciado no futuro por isso aceita esse presente podre e absurdo.
A educação pública é ruim porque há gestão para o lixo pedagógico, para o adestrar no lugar do ensinar, do fazer sem pensar. Educação pública é ruim porque o povo sustenta o parasitismo público. O povo nega a própria cidadania quando usa sua própria miséria como moeda de trocar social, quando deveria varrer do poder governos parasitas.
Não há esquerda ou direita no Brasil, todos tratam o povo da mesmíssima maneira, vendem as mesmas ilusões, tratam o povo como idiotas , esses lideres de almas podres são levados à condição de "heróis", “doutores” da ordem e do progresso pelo povo.
Sociólogos a serviço de governos, são falsos sociólogos, criaram a ideologia do povo é alienado e que seus governos são protetores e redentores desse povo, pura demagogia, sociólogos que interpretam a sociedade de dentro de partidos políticos, de cargos governamentais são desleais intelectualmente, defendem mesmo são sistemas de governos que para se manterem devem manter o povo sempre no limbo social.
A educação pública é ruim porque os governos não fazem choque de gestão administrativa e pedagógica, permitem no sistema professores que não cumprem o papel principal que é ensinar, é ruim porque permitem que alunos façam da escola praças de guerras protegidas por leis que ensinam desde cedo o valor da impunidade, a vitória do crime sobre a cidadania. Educação que não valoriza a meritocracia e sim o apadrinhamento político.
Aceita-se a municipalização como se fosse algo normal, municipalização que em muitos lugares só facilita a ação das máfias na sangria dos recursos públicos das nossas pobres escolas. O povo não é alienado, em muitos casos é cúmplice. Para se revoltar não é necessário diploma, a dor é igual para todos, não é possível que diante tanto horror o povo pare para assistir um modorrento BAxVI enquanto nossa juventude é exterminada mesmo antes de chegar na escola.



Postagens mais visitadas deste blog

Mãe

A onda da mediocridade

Caetano Veloso, Chico Buarque e Jean Wyllys