Pular para o conteúdo principal

Yoani Sánchez

Yoani Sánchez certamente é uma das personalidades mais corajosas da atualidade, usa seu blog* para denunciar a estupidez do governo Cubano que através dos irmãos “Castro” se apossou da ilha como se tudo ali fossem da propriedade deles, incluindo o povo.
Depois de muitas tentativas de sair de Cuba, o governo Cubano autorizou (pressionado internacionalmente) sua viagem ao exterior, no dia 18 de fevereiro ela chegou a Salvador, foi recebida com alegria por algumas pessoas que não se intimidam com o totalitarismo demente que toma conta da América Latina sobre o disfarce de governos sociais e dedicados a causas nobres como a de reparar anos de exclusão social, o que é uma mentira.
Mas... Nem tudo foi festa em Salvador, um grupo neofascista xingou Yoani, criou tumulto, tentativa de agressão física, puxaram-lhe o cabelo e tudo isso temperados com gritos de: “Viva Cuba!” e que a Yoani é agente da Cia, me façam o favor, da Cia são vocês, Cia ordinária de desmonte do país com seus debates insanos e seus discursos enfadonhos, Che Guevara daria palmadas na bunda de vocês e mandariam para casa.
 Yoani Sánchez veio à Bahia para o lançamento do documentário Conexão Cuba-Honduras” no Museu Parque do Saber na cidade de Feira de Santana, e foi em Feira que senti vergonha de vez da falta de educação e condição de debate intelectual aqui na Bahia e que certamente vai acompanhar a Yoani Sánchez por todo país.
A exibição do documentário foi suspensa diante tanto horror e balburdia provocada por membros de entidade estudantis que se diziam representantes da “esquerda brasileira”, de um lado uma acuada mulher, visivelmente assustada com a miniestação do que ela mais combate em Cuba: a intolerância política e de Jovens imbecis que desejam um socialismo mórbido em que o povo seja sempre povo e nunca cidadãos, enquanto eles fazem parte de uma elite politica que enriquece a custas da miséria desse mesmo povo.
Deveriam fazer protestos contra o aumento de 300% nos assassinatos de jovens negros no Brasil, deveria protestar contra o abandono do sistema único de saúde que segrega e mata por falta de atendimento médico milhões de brasileiros por ano, deveriam se manifestar contra as cotas que não passa de um verniz moribundo de inclusão educacional, enquanto a educação pública de base é destruída e não há um só plano de reforma educacional no país, deveriam protestar contra a morosidade do STF em colocar na cadeia notáveis bandidos participantes da quadrilha do mensalão, deveria se manifestar contra o sucateamento da universidade pública e contra os grupos educacionais estrangeiros que o governo usa para terceirizar a educação pública através de programas de “financiamento público”.
Com toda demonstração de selvageria política a Yoani usou uma frases curta e simples para desmantelar o cérebro  tacanho dos “manifestantes”: Que lindo! Eu queria que no meu país eu pudesse fazer isso”. Isso mesmo, ela achou lindo e sabe por quê? Porque se fosse em Cuba essa turma da baderna ideológica seria presa, jogada na cadeia sem direito a defesa. Vão para Cuba moçada, vão para la, se mudam, vão ser feliz longe do Brasil, afinal Cuba é melhor que esse lixo de país que vocês ajudaram a criar.






Postagens mais visitadas deste blog

Mãe

Livros. Bendita seja minha mãe que aos livros me apresentou, benditos livros que não me tornaram parte do lado doce da vida, mas também não me deixaram afundar no lodo existencial.  Bendita sejam todos letrados ou iletrados, benditos sejam os olhos "cegos" do meu pai que foram os guias dos meus passos, bendita seja cada letra do alfabeto, cada virgula, ponto, travessão, exclamação, dois pontos para me levarem ao mundo sem dor. Benditos sejam os anjos das vogais, os doutos das consoantes, Bendita seja minha professora Norma e sua doce alegria que na minha adolescência me mostrou a poesia da gramática, bendito seja meu professor Anchieta Nery  que me disse:  -Você é poeta. Bendita seja a noite, a sempre noite das minhas insônias, as tristezas amigas, o espelho que não me reflete, bendita seja a fé que não tenho,  esteja comigo para que na hora da minha morte eu não sofra o que já sofri pelas horas da vida. Benditos sejam os amores,  paixões,  verdades,incertezas da vida, gran…

A onda da mediocridade

Não acredite nesta história de "onda azul ou vermelha". Frases como essas foram criadas por empresas de propagandas, elas querem convencer você a votar da mesma maneira que nos induzem a comprar tal marca de cigarros ou cervejas. Essas empresas de publicidade não estão preocupadas com sua cidade ou sua felicidade, querem que você descida pela emoção, enquanto você ataca com sua emoção quem defende a "onda azul" ou quem defende a "onda vermelha", criando um clima de justiçamento político não enxerga o óbvio: as mentiras que são contadas, inventadas para que você se sinta bem estando de um lado ou outro, para que você tenha orgasmos políticos, como se realmente fizesse parte da mudança prometida, mas você é só uma ponte para que um grupo ou outro chegar ao poder. A “onda azul" e a " onda vermelha" são motivadas não por um sincero sentimento de esperança, realização ou sentimento cidadão, são motivadas pelo desejo de poder, é só o que aliment…

Jantar e crime

Na delação: “em um jantar acertamos o valor da propina”. Quantos crimes são articulados em mesas fartas e jantares de luxo? Ou melhor, em palácios? É mórbido e tragicamente irônico que pessoas sentam-se em uma mesa cheia de comida para acertar crimes que vão levar à fome e morte tantas outras pessoas. Nos últimos dias, com o avançar da Operação Lava Jato e as delações premiadas, tomamos consciência da naturalidade a qual crimes são articulados, como pessoas sem sentimento algum, roubam e matam com se estivessem apenas trocando ideias entre amigos e parentes sentados em uma mesa. Paralelo a comilança criminosa, esses mesmos agentes do Estado tramam reformas administrativas que vão impactar a vida dessas mesmas pessoas já roubadas por eles. É preciso, sim, diminuir os gastos públicos, mas não se pode sacrificar quem já não tem quase nada. Nossa saúde e segurança pública são máquinas de triturar gente, gente pobre e tempere isso com o absurdo da reforma da previdência que iguala pela pe…