Paradoxos

O que é bom, mas também traz o mal? O que mata a sede, mas também é infinita sede? O que faz parte de nós, mas não é para nós? Esquerda e direita que vai sempre para o mesmo horizonte, aceitar o mal como ponte para o bem, o bem como ponte para lugar algum, qual bem que é inválido e qual mal que é salvação? A solidão que vem sempre acompanhada, a dor que quer salvar nossas vidas, a beleza que revela a feitura, qual o beijo que é venoso ao coração?
E os versos míticos do Raul Seixas " O meu egoismo é tão egoísta que o auge do meu egoismo é querer ajudar", são nossas dores de convivermos com deuses e diabos no coração? Ou a receita para lavarmos nossas mãos dos nossos alegres pecados cristãos?
Como cantou Arnaldo Antunes nos Titãs: “Que não é o que não pode ser que. Não é o que não pode”. Todos os não (s) que podem ser para nos revelar o mais exato dos sim (s), qual sim que quer dizer não? Quem nasceu para ser coração do mundo e é coração sozinho? Ou como Janis Joplin que disse: “eu faço amor para vinte mil pessoas e volta para casa sozinha”.
Viver sem razão não é o mesmo que morrer sem deixar de respirar? O suicídio é um santo pecado, viver sem razão é o quê? Qual a morte que não pode ser? Qual a vida que não pode ser? Dizem: “dinheiro não traz felicidade”, quem aceita declarações de amor feitas por quem vive embaixo de um viaduto?
Sexo só é bom com amor? E amor sem sexo bom é bom? Como na canção da Legião Urbana: “e dois do começo o que vier vai começar a ser o fim”? Então quando começamos algo sempre estamos caminhando para o fim e no fim podemos recomeçar?
Discutir relação salva a relação? Então por que antes da discursão não buscou o diálogo? Sem diálogo o sexo é bom? O gemidos dão tesão? O silêncio pode ser salvação quando estamos inundados de duvidas?
Perguntar é crescer, cresce-se para onde quando se pergunta de menos e se vive demais? Cada dia a mais de vida é um a menos, o que você faz para não ser o último? Só o ódio separa as pessoas? O amor também não pode ser um filho da puta? Filhos das putas são filhos do pecado e os filhos da santa são filhos de quem?
Se Deus nos deu seu único filho para nos salvar, nós somos o que de Deus? Deus é a flor do jardim, o oxigênio, o capim no calçamento da rua, a formiga, a rede do pescador cheia de peixe, o amor no casal de namorados, a beleza da alegria, Deus é a paz no coração, Deus é a luz do sol, a ternura do pai com a filha. Se Deus é tudo isso o que há além das estrelas?
O que há além das estrelas não sei, mas em teus olhos o que há quando está amando ou odiando? Quando escuta a canção que te chama para os braços calmos do teu bem? Que estrelas estão no teu céu particular? Perguntas... Como Flores para você nesta madrugada...
ediney-santana@bol.com.br

Postagens mais visitadas deste blog

Mãe

A onda da mediocridade

Caetano Veloso, Chico Buarque e Jean Wyllys