"OUR LOVE DREAM"*

Ediney Santana: Foto Renata Maria 
Feio ou bonito o amor é o que é, quem gosta e quer compartilhar vidas assume isso, protege quem ama, o amor não precisa de defesa, quem amamos sim. Pensando bem, o amor só pode ser bonito, olho meu amor com os mesmos olhares que você se enamora de Ingrid Bergman. O amor é isso: não é rico ou pobre, porque se for rico ou pobre não é amor, o amor existe e pronto, o amor é o mesmo em todo lugar, pessoas é que são diferentes e atribuem ao amor seus próprios vícios, amor e felicidade andam juntos, se há infelicidade não há amor, amor e dor não rimam, se há dor algo tá errado, amor é alegria, amor pode ser saudade e desejo, mas nunca sensação de vazio, o amor é de todas classe sociais, da humilde casa aos castelos de areia.
Ingrid Bergman
Amor é isso e nunca aquilo, porque se duvidamos não é amor, amor é sempre certeza e não barco em deserto, amor é horizonte, quem amar é solidário e no horizonte pousa seus corações! Amor é cantar ao ouvido de quem se ama, OUR LOVE DREAM, mesmo que seja em inglês macarrônico, porque o amor é engraçado como fazer pipocas e deixar queima-las e tentar esconder de quem amamos que nem pipocas sabemos fazer , o amor são os detalhes, nos pequeninos detalhes ele se revela ou notamos que talvez ele nunca esteve ali em um daqueles corações.
* Canção de Terry Winter 

Postagens mais visitadas deste blog

Mãe

A onda da mediocridade

Caetano Veloso, Chico Buarque e Jean Wyllys