Pular para o conteúdo principal

Abraços e amo todos vocês ...

Hoje é dia de Leonard Cohen, olho sobre o muro, a rua é tão calma, todos parecem felizes, dois passarinhos brincam na grama do jardim, meu peito dói, às vezes há lágrimas nas nuvens dos olhos, mas é só olhar você sorri que tudo fica bem. Não há alegria nestas coisas frias e metálicas, tudo desejado não se pode pegar com as mãos, mas é só você sorri que o dia fica como dois passarinhos no jardim. Leonard Cohen gira gira na vitrola a mesma canção mantra me diz que ainda é cedo para ir embora, então olho tua fotografia e a noite se faz dia.
Ontem à noite estava tão escuro, faltou luz e as velas compradas no Bar do Mariano não se fizeram luz que deveriam aquecer e clarear. Alguns querem pão, outros apenas o carinho de dois passarinhos brincando no jardim. Tão triste aqui, olho algumas formiguinhas passando pelo canto da parede, parecem em paz, seguem indiferente a tristeza da noite, tão pequeninas e tão indefesas, mas parecem felizes, não sabem das palavras tristes.
Quase dia, a madrugada fria é quase manhã novamente, ouço pássaros cantando, barulho dos ônibus levando trabalhadores para o Polo Petroquímico, a vizinha se  casa hoje, cheiro de bolo e alguns risos, o trem das seis horas passa, vai para longe, talvez Minas ou Rio de Janeiro, vai tudo passando e eu vou ficando nos primeiros fios de cabelos brancos.
Cecília Meireles no canto do quarto, minhas mãos frias e o peito apertado, leio Cecília “Quando penso eu você/ fecho os olhos de saudade/ correm os meus dedos longos/ em versos triste que invento”. Lembro do meu pai que a doença doce levou aos 42 dois anos de vida quase sempre amarga, mas nas aspas feliz. Tantos já passaram e agora é tarde, o sol quente do recôncavo ri da minha solidão e não há rua que me encante. Ouve um tempo que escrevia cartas para amigos e amores em Mundo Novo, comprava os envelopes na bomboniere do seu Ageu, escrevia minhas letras mão de Capitão Gancho, no envelope sempre escrevia antes do nome da pessoa endereçada: “ Para o jovem”, coisas do interior do Brasil, nosso atraso nos atrasou também a desumanidade, somos meio tolos, românticos do atraso do Brasil.
Joan Baez. Como alguém pode nos acompanhar a vida toda só pela voz? Joan Baez é dessas pessoas que sempre estiveram aqui, às vezes coloco o vinil dela cantando Guatanamera e saiu cantando e dançando pelo quarto, la vai eu e a Joan, bêbados cantando Guatanamera, rimos muitos e nos divertimos: Yo soy un hombre sincero/ de donde crecen las palmas/Y antes de morirme quiero echar mis versos de alma”. Adoro esses versos de José Martí e cantados pela Joan me traz alegria e vontade de viver  mundo.
Meus amigos e amigas reclamam que deixo celular desligado, amigos e amigas bons sentem saudades de mim, no ano que vem prometo deixar o celular ligado todos os dias. Adoro inverno, mas como todos sabem, vivo na Bahia, a beira mar, se pudesse ver o mar da minha casa poderia ver Salvador, então aqui o inverno é quase verão, mas mesmo assim adoro a ideia de abraçar alguém no inverno e sentir seu calor, e sonhar com ela, sentir paz da paz de outra pessoa.Porque no fim o que sempre busquei da vida foi amar e ser amado como dois passarinhos brincando felizes no jardim.
Abraços e amo todos vocês ...
http://ediney-santana.zip.net
http://edineysantana2.blogspot.com




Postagens mais visitadas deste blog

Mãe

Livros. Bendita seja minha mãe que aos livros me apresentou, benditos livros que não me tornaram parte do lado doce da vida, mas também não me deixaram afundar no lodo existencial.  Bendita sejam todos letrados ou iletrados, benditos sejam os olhos "cegos" do meu pai que foram os guias dos meus passos, bendita seja cada letra do alfabeto, cada virgula, ponto, travessão, exclamação, dois pontos para me levarem ao mundo sem dor. Benditos sejam os anjos das vogais, os doutos das consoantes, Bendita seja minha professora Norma e sua doce alegria que na minha adolescência me mostrou a poesia da gramática, bendito seja meu professor Anchieta Nery  que me disse:  -Você é poeta. Bendita seja a noite, a sempre noite das minhas insônias, as tristezas amigas, o espelho que não me reflete, bendita seja a fé que não tenho,  esteja comigo para que na hora da minha morte eu não sofra o que já sofri pelas horas da vida. Benditos sejam os amores,  paixões,  verdades,incertezas da vida, gran…

A onda da mediocridade

Não acredite nesta história de "onda azul ou vermelha". Frases como essas foram criadas por empresas de propagandas, elas querem convencer você a votar da mesma maneira que nos induzem a comprar tal marca de cigarros ou cervejas. Essas empresas de publicidade não estão preocupadas com sua cidade ou sua felicidade, querem que você descida pela emoção, enquanto você ataca com sua emoção quem defende a "onda azul" ou quem defende a "onda vermelha", criando um clima de justiçamento político não enxerga o óbvio: as mentiras que são contadas, inventadas para que você se sinta bem estando de um lado ou outro, para que você tenha orgasmos políticos, como se realmente fizesse parte da mudança prometida, mas você é só uma ponte para que um grupo ou outro chegar ao poder. A “onda azul" e a " onda vermelha" são motivadas não por um sincero sentimento de esperança, realização ou sentimento cidadão, são motivadas pelo desejo de poder, é só o que aliment…

Caetano Veloso, Chico Buarque e Jean Wyllys

O que Caetano Veloso, Chico Buarque e Jean Wyllys têm em comum? Todos são ex-empregados da Rede Globo. O Buarque e o Wyllys se dizem de esquerda, Veloso é...é... Olha quem sabe, porém quem nemnem. Pois bem. Há quem acredite que "gênios" se fazem sozinhos, que eles têm o poder mágico do talento e só isso basta para que tenham reconhecimento e sucesso. Não é. Sem o poder da Rede Globo nunca essas pessoas teriam o alcance que tiveram e duas delas levantariam dúvidas sobre a suposta genialidade atribuída a ambos. Dez entre dez pessoas “super inteligentes” “cabeças”, “imunes a manipulação da mídia golpista” têm no trio citado aqui algo que chamo de esquerdismo cristão. Conheço até pessoas que recusaram participação em programas da Rede Globo, acreditando assim estarem contribuindo, como bem cantou Raul Seixas, “para ao nosso belo quadro social”, mas rezam na cartilha de crias da própria Globo. Jean Wyllys é um pouco mais velho que eu, mas somos da mesma geração, militei anos n…