Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 8, 2013

Ao sol da tarde

Quando chega a tarde passam os homens e mulheres, voltam contentes para casa como pingos de chuva depois que evaporam e voltam felizes as nuvens, andorinhas voltam para casa e é tão bonito ver as andorinhas se empoleirarem nas árvores da Purificação. Sol da tarde no nordeste quando finda tem Ave Maria no boteco do Mariano, é tão bonito as pessoas que compram pão na padaria e levam para casa, o sol da tarde quando esfria da vontade de chorar. Quando é sol do fim de tarde a maré traz água do mar para encher o rio, minha casa fica como se todo silêncio do mundo nascesse aqui, a rua é tão triste como os aviões que sempre passam entre as torres igreja da Purificação. Para que canto de mundo será que vão as pessoas que voam com os aviões que deixam esse rastro de fumaça nas nuvens? Quantos mundos há? E quantas palavras serão necessárias para dizer desses mundos coisas felizes? Crianças brincam de bola na frente da Santa Casa, me encho de alegria pela bola que foge do gol no momento em que …