Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 25, 2013

O problema é a questão

A doença que mais mata no país é a indiferença social do próprio povo para consigo mesmo, como se fossem imunes às próprias dores marchar-se para o abatedouro público gerenciado por memoráveis abutres. Marcha o povo para seu calvário sem demonstrar tristeza, revolta ou algum tipo de sentimento que nos possibilite identificar seres humanos em completo controle das próprias vidas. Cantam o hino do seu time de futebol, que é seu coração, porque a alegria do povo é tão previsível quanto dois times medíocres disputando um BAXVI, o flagelo social tem como base o povo, cada vez mais povo e cada vez menos cidadão. Tudo que for ruim no seio do povo chega com mais intensidade, assim como a felicidade chega fragmentada, ao povo toda esperança e negação histórica do seu próprio passado, o povo vive tão somente o futuro, seu presente é cultuar a esperança assassina dos seus demônios políticos, a memória é a maior inimiga da política brasileira, o povo vive sem memória, desconhece a própria históri…