Postagens

Mostrando postagens de Março 12, 2013

“Para cima do medo coragem”

Imagem
A frase título desse texto sempre é dita por minha mãe em momentos que estamos em alguma crise, otimismo materno que nunca costumo desprezar. “Para cima do medo coragem”, e quantos medos se têm durante uma vida? A maioria dos medos são tolos porque não tem jeito mesmo, com eles ou sem eles vamos passar pelo meio do incêndio. Quase sempre se atravessa esses incêndios sozinho, poucas pessoas querem se arriscar nesta travessia, ainda mais se elas não foram as responsáveis pelo fogo. Dor é coisa que se sente geralmente sozinho. Quando estava entre a infância e adolescência era vizinho de uns carinhas ricos, dois meninos e tinha uma menina que eles viviam beijando, mas ela nunca quis me beijar, sua boca  rica não via atração alguma na minha filho de proletário. Minha mãe com seu sexto sentido proletário aguçado vivia dizendo para me afastar dos boyzinhos ricos, para ela não poderia acabar bem uma amizade de mundos tão diferentes, mas eu argumentava que os caras eram legais e me deixavam j…