Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março 26, 2013

Dizer adeus para dizer sim

Uma amiga me perguntou no Bistrô quando vou sair de mim, da minha introspecção aqui no blog e que nunca mais, por isso, falei de política e das coisas fodidas da vida. Olhei de soslaio e bebi minha cerveja. Introspecção?  Coisas fodidas da vida? Meu deus santinho da última esperança dai-me paciência santa e esperança longa vida. Estou terminando meu pequenino romance cheio dessas “coisas fodidas da vida” e de política, gosto de escrever às vezes imitando Lya Luft, por que não posso ler Lya Luft? Só para manter a pose cult Clarice Lispector? Estou cansado e escrevo para descansar o espírito, meu espírito precisa de palavras para se acalmar. Desacelerar o coração, voltar para Caverna do Dragão e ser amigo do Mestre dos Magos talvez seja melhor que ir além do arco-íris em busca da fadinha encantada. Às vezes dizer adeus é uma prova de amor, porque sentir todo amor do mundo não faz sentido algum se você é pedra no caminho de alguém e não uma mão que esse alguém queira segurar. Ontem uma Teste…