Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio 6, 2013

Ao sol

Eu não sei cantar coisas sobre amor, apenas vivo o instante que pode ser o mesmo depois de amanhã e depois de todas as manhãs, meu coração é tão viver outro que me assusta a palavra amor. Então escrevo cálices de vinho sobre teu corpo sabor de vida. É quase inverno na Bahia, fico mais romântico quando junho faz fogueiras nas ruas e pessoas se abraçam na praça, tão bonito é o amor quando visto da janela da minha casinha. Eu não sei cantar coisas sobre amor, apenas em silêncio vivo o coração que sempre penso ser mais feliz que o meu, porque quem ama sempre acha mais feliz o riso amado que o amor nu valsando entre nossos corações e fantasias de carnaval antigo. Sei cantar quem faz meu coração parque e diversão, sei cantar a alegria incerta que aponta linha reta no coração ninho o qual uma só andorinha  faz verão. Não é preciso mais que isso, uma andorinha, apenas uma andorinha a nos acompanhar pelo sol e luar dessas nossas vidas, aquela andorinha que só em tocar nossas mãos sentimentos …