Pular para o conteúdo principal

Anarquismo Solidário

Ano de copa do mundo e eleições, mas quer saber de uma coisa? O vencedor tem que ser você, planeje sua vida e suas conquistas pessoais, seleção de futebol alguma vai abrir as portas da felicidade para você. Desejo honestamente que o PT perca a eleição em todo país, mas quer saber de outra coisa? Sejamos eu e você soberanos sobre nossas vidas, partido algum vai nos trazer felicidade e nem fazer da nossa sociedade algo melhor, isso só nosso despertar cidadão pode fazer. Sejamos honestos e solidários, pessoas do bem e para o bem, 2014 é número par, sugere união, abraço e paz.
Quando não estou no trabalho gosto de ir ao “senado” falar com meus amigos, olhar o começo da noite das escadarias da igreja da Purificação não tem coisa melhor no fim de tarde da cidade, voltar em paz pra casa, na certeza de que o mal não pode vencer o que é do bem.
A leveza da vida, ficar distante das mazelas, corta relações com quem não presta, abrir os braços para o novo que vem e que pode ser nossa alegria, nossa paz de espírito, seguir para frente, cultivar esperanças suaves de uma vida tranquila, ter consigo momentos de reflexão, abraçar a vida como se abraça o amanhecer .
2014 pode ser só uma data no calendário, mas pode ser também a sua data, o ano que você escolheu para tornar grande tudo que deseja, o ano inesquecível, o ano que será a base para tantos outros anos inesquecíveis, seja poderoso no pensar, poderosa no desejar e corajosos no realizar, não temer o ridículo, tão pouco a solidão, ser para além de si, gente de carne e osso reconhecer as fraquezas, sem temer o enfrentamento pela beleza de viver.
O grande campeão deve ser você, a grande arena em que o espetáculo da vida vai acontecer deve ser a sua própria vida, nas eleições para políticos todos de alguma maneira são vencedores, porque com alguma exceção muitos derrotados vão se aliar aos vencedores assim que terminar a contagem dos votos, por isso o grande voto a ser dado é na tua felicidade pessoal, sem egoísmos, sem tristezas tolas, eleja você como presidente da sua vida.
O mal, dizia o imperador Júlio Cesar, não vem das estrelas. O mal nasce da sociedade corrupta e cada vez mais desumana, há um prazer em ser mal, o mal tem se tornado regra, fazer o bem nos causa temor, tememos ajudar alguém e esse alguém nos fazer o mal, tudo isso acontece porque cada um de nós tornou-se ilha de desencanto e medo.
O Estado brasileiro foi tomando de assalto por corações sujos e desprovidos de sentimentos de solidariedade e justiça, o crime organizado assassina pessoas pelas ruas e sai palitando os dentes, nossas escolas tornaram-se túmulos do conhecimento, nossos hospitais purgatórios, nosso esporte mais que o ópio para o povo tornou-se a razão de ser de muito brasileiros desprovidos de senso critico, nossa justiça nos faz sentir medo quando abençoa canalhas e fragiliza a cidadania, a polícia tornou-se aparato, não de proteção das pessoas, mas de repressão, usada por políticos que deveriam ser presos por ela, não é respeitada, mas temida,  nosso direito é o direito de permanecer calados diante ao horror de uma país que sepulta seu povo no obscurantismo de viver sem existir.
Por isso reafirmo meu anarquismo solidário, fazer de cada um a pequena porção do bem, negar a autoridade de terceiros sobre minha vida, negar o poder do estado no gerenciamento das minhas emoções, buscar o equilíbrio entre a espiritualidade e a beleza das coisas concretas, me vestir com as roupas da simplicidade, mergulhar na elegância de ser amigo dos que querem ser meus amigos, ter na certeza da vida a esperança desse presente melhor e paz para o futuro.
Meu anarquismo solidário diz: nenhum dos três poderes da república (Executivo, Legislativo e Judiciário) podem fazer absolutamente nada por minha felicidade, nenhum dos três em momento algum da história desse país demostrou algum traço de solidariedade, sempre foram elitistas, criam normas para educação, dizendo que é uma boa educação, mas seus filhos não estudam em escolas públicas, criam normas e regras para o SUS, mas nunca entram em um posto de saúde, dizem que todos tem direito ao justiça, enquanto eles mesmo se cometem crimes raramente são levados a tribunais e quando o são, são tratados como príncipes, discutem entre eles se devem ou não ser algemados ou comer caviar na cadeia, enquanto isso nosso sistema prisional foi transformado em quarteis generais do crime.
Por isso adotei o anarquismo solidário, pouco me interessa o poder político, as bases do bem não serve a ideologia alguma, melhor que qualquer homem ou mulher é a força do bem agindo na esperança de um mundo fraterno e justo. Seja bem, seja feliz, seja fraterno.




Postagens mais visitadas deste blog

Mãe

Livros. Bendita seja minha mãe que aos livros me apresentou, benditos livros que não me tornaram parte do lado doce da vida, mas também não me deixaram afundar no lodo existencial.  Bendita sejam todos letrados ou iletrados, benditos sejam os olhos "cegos" do meu pai que foram os guias dos meus passos, bendita seja cada letra do alfabeto, cada virgula, ponto, travessão, exclamação, dois pontos para me levarem ao mundo sem dor. Benditos sejam os anjos das vogais, os doutos das consoantes, Bendita seja minha professora Norma e sua doce alegria que na minha adolescência me mostrou a poesia da gramática, bendito seja meu professor Anchieta Nery  que me disse:  -Você é poeta. Bendita seja a noite, a sempre noite das minhas insônias, as tristezas amigas, o espelho que não me reflete, bendita seja a fé que não tenho,  esteja comigo para que na hora da minha morte eu não sofra o que já sofri pelas horas da vida. Benditos sejam os amores,  paixões,  verdades,incertezas da vida, gran…

A onda da mediocridade

Não acredite nesta história de "onda azul ou vermelha". Frases como essas foram criadas por empresas de propagandas, elas querem convencer você a votar da mesma maneira que nos induzem a comprar tal marca de cigarros ou cervejas. Essas empresas de publicidade não estão preocupadas com sua cidade ou sua felicidade, querem que você descida pela emoção, enquanto você ataca com sua emoção quem defende a "onda azul" ou quem defende a "onda vermelha", criando um clima de justiçamento político não enxerga o óbvio: as mentiras que são contadas, inventadas para que você se sinta bem estando de um lado ou outro, para que você tenha orgasmos políticos, como se realmente fizesse parte da mudança prometida, mas você é só uma ponte para que um grupo ou outro chegar ao poder. A “onda azul" e a " onda vermelha" são motivadas não por um sincero sentimento de esperança, realização ou sentimento cidadão, são motivadas pelo desejo de poder, é só o que aliment…

Jantar e crime

Na delação: “em um jantar acertamos o valor da propina”. Quantos crimes são articulados em mesas fartas e jantares de luxo? Ou melhor, em palácios? É mórbido e tragicamente irônico que pessoas sentam-se em uma mesa cheia de comida para acertar crimes que vão levar à fome e morte tantas outras pessoas. Nos últimos dias, com o avançar da Operação Lava Jato e as delações premiadas, tomamos consciência da naturalidade a qual crimes são articulados, como pessoas sem sentimento algum, roubam e matam com se estivessem apenas trocando ideias entre amigos e parentes sentados em uma mesa. Paralelo a comilança criminosa, esses mesmos agentes do Estado tramam reformas administrativas que vão impactar a vida dessas mesmas pessoas já roubadas por eles. É preciso, sim, diminuir os gastos públicos, mas não se pode sacrificar quem já não tem quase nada. Nossa saúde e segurança pública são máquinas de triturar gente, gente pobre e tempere isso com o absurdo da reforma da previdência que iguala pela pe…