Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 9, 2014

Do ódio e outros rancores

Namorei durante dez anos com uma menina (na Bahia todas as mulheres independente da idade são chamada carinhosamente de meninas), foram quase todos os anos bons, mas no décimo tudo caminhou para uma sopa que azeda, o que era amor transformou-se em ódio e rancor, promessas que azedaram, fidelidade que caiu por terra e uma coleção de farpas que bem poderiam ser evitadas, a verdade que quase todo fim é dramático, mas só o é quase sempre quando precedido por  uma história de amor que parecia eterna, a qual laços solidários pareciam inabaláveis. É incrível como da noite para o dia aquela pessoa que conhecíamos durante tanto tempo se transforma em alguém estranho e indigesto. O que fiz diante a coleção de erros que levou ao fim do namoro? Voltei para casa, peguei todas as fotos, presentes e queimei tudo, não ficou nada, mas ainda restava o sentimento de rancor e ódio, então joguei tudo na vala da indiferença, como se aquela pessoa nunca tivesse existido em minha vida, um dia desses em um b…