Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março 3, 2014

Das nossas virtudes

A cada novo dia estou mais convicto que só podemos viver plenamente felizes, se não negarmos nossas franquezas, assumir nossas fragilidades traz desconforto porque a pedagogia do Super-Homem ou Mulher Maravilha não deixa espaço para quem mergulhado em si estende suas mãos para outro e diz: “me ajuda”, “não sei, perdi”, “não consigo”, “estou deprimido”, “preciso de compressão”. Mostrar-se frágil é ser reprovado no mundo em que a essência do que se é perder para a circunstância do que se está sendo.
Não há Super- Homem ou Mulher Maravilha que não tenha seus dias, momentos de angústia, porque a circunstância de se está sendo passa.  Quem hoje é primeiro lugar no está sendo, amanhã pode não se encontrado nem nos livros de história, sobra então o vazio do “está sendo” que não representa mais coisa alguma, neste momento quem não sabe lidar com as fraquezas devora a si mesmo com traças ao frágil papel. Nada mais angustiante do que um vencedor que ninguém lembra mais da sua vitória e para si…