Postagens

Mostrando postagens de Julho 30, 2014

As cinzas e as utopias

Imagem
Passadas todas as horas das minhas estúpidas utopias, me tornando seco em relação ao engenho humano de que em uma ação solidária não se encontre segundas intenções bem pessoais, olho atônito para os corações declaradamente do mal, há neles algo admirável: são sinceros. Do bem podemos cair nos lençóis do mal, mas do mal ao mal se chega, nem toda luz indica que estamos em harmonia com o que é honesto e sincero, se apresentar como bem, pode ser em última instância do carrasco a nos guilhotinar. A palha, o trigo e o joio e há os bons corações, muitos deles acreditam que com a palha possa-se fazer pão, que o joio não vai matar o trigo. Os bons corações são selvagens, tem o estado de selvageria natural, não essa selvageria social criada pela ação política do homem, mas aquela selvageria que até o último momento acredita nas boas intenções, por isso mesmo, bons corações são assíduos frequentadores do inferno. Com o passar do tempo às utopias vão queimando uma a uma, desabam como frágeis castel…