Força de vontade

Só força de vontade não faz de ninguém vencedor, as exceções escondem as intermináveis filas de derrotados que não perderam para si mesmos, mas para condições sociais adversas e quase que hierárquicas no Brasil. Ordem social, política ou econômica, são em países como o nosso, resistentes a mudanças estruturais.  
Não é por falta de vontade que muitas pessoas não avançam, quebram e ultrapassam a “lógica da exclusão social”. Outro dia um morador de rua passou no vestibular de medicina, então os jornais mostraram isso como “força de vontade”, pura falácia, neste exato momento milhões de jovens estão vivendo nas ruas ou não, não conseguem acesso a uma escola de ensino fundamental em condições reais para alguém estudar e aprender algo.
O morador de rua passar no vestibular é um feito espetacular, porque ele quebrou a ordem, mas não serve para justificar o desastre social de outras tantas e tantas pessoas, como se não   fossem esforçadas o suficiente  para " vencer", " ter um lugar ao sol".
O simples lugar do seu nascimento, algo que acontece ao acaso, pode ser determinante em sua vida, pode ser a diferença entre o fracasso absoluto ou a chance de chegar a qualquer lugar desejado por você.
Meritocracia é uma mentira para esconder que ao nascer muitas pessoas já têm seus destinos traçados, com pouca variação já sabemos de que lugar vão sair médicos, pedreiros, músicos, professores, mecânicos, advogados ou vendedores ambulantes.



Postagens mais visitadas deste blog

Mãe

A onda da mediocridade

Caetano Veloso, Chico Buarque e Jean Wyllys