Em cima do murou

E quando a crise política passar e um novo governo assumir o país, estados e municípios seus novos líderes já sabem quem vão compor seus governos: são as pessoas que ficam em cima do muro, a fé dessas pessoas é estabelecida pelo momento. Há mais pessoas em cima do muro que nas ruas.
 O grande erro da militância seja de esquerda ou direita é acreditar que governos assentados sobre bases criminosas vão querer perto pessoas que realmente dariam a vida por um país justo e viável, pessoas assim são problemas para os governos.
Militantes são idealistas e apaixonados, políticos, com alguma exceção, são pragmáticos, o objetivo deve ser sempre alcançado e para isso precisam de pessoa com caráter duvidoso, que se adaptam as circunstâncias, são as circunstâncias que definem suas paixões, amam o pastor, nunca a igreja, mas o amor pelo pastor é enquanto ele também  tem o cotrole da igreja .
 Ficar em cima do muro, acender uma vela para deus e para garantir duas para o diabo é a base que compõe a vala comum da política brasileira, embora o morador do muro finja que não se importa muito com política, ele consegue ler muito bem o momento e é um mestre em seduzir até o mais requitado pesador político, assim, não importa o governo, ele vai fazer parte dele.
O militante julga o partido ou o líder de um partido pelo seu próprio caráter, pior acredita que todos comungam dos seus sonhos, por isso em muitos casos, tomado de paixão, o militante ignora os fatos e continua marchando ao lado de quem tem por ele desprezo.
Redes sociais são importantes laboratórios, ao contrário de que se pensa, não é a turma do sim ou do não, do ódio, da secura, do amargor, justiçamento, da manipulação, da falsidade intelectual, da crítica ou da tomada de posição que proliferam nelas, é a turma do “estarei do lado de quem vai vencer” a grande multidão de brasileiros comprometidos apenas com a própria felicidade que proliferam nelas, espelho trágico da nossa sociedade.
Por isso digo, cuidado, cuide das suas emoções e utopias, porque para a grande massa política do país você é apenas gado humano, na hora das escolhas será assim: “olha essa pessoa é comprometida”, “ super competente”, “não ficou contra “, “ela vai ser super importante nesse nosso processo” , “ ele é bem articulado”, “ será fundamental”, “ ela estava aqui no governo passado, mas era técnica e sem ela o setor para”, “ é algum sem conflitos”, “ super simpático”, “ tem contatos importantes”
Ediney Santana

http://poesiaeguerra.blogspot.com.br/
http://edineysantana2.blogspot.com
http://livrosdeedineysantana.blogspot.com
http://edineysantana.zip.net

Postagens mais visitadas deste blog

Mãe

A onda da mediocridade

Caetano Veloso, Chico Buarque e Jean Wyllys