Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 27, 2016

Não estou em guerra

Não há sintoma mais triste da depressão que tomou conta da nossa sociedade que o medo do outro. Sentir medo de pessoas joga ao chão a própria ideia de civilização, sentir medo de andar pelas ruas nos faz reféns dessa profunda angústia social, há um labirinto triste e de branco intenso a nos ofuscar a razão e alegria em viver com outras pessoas o que de melhor temos. Não é possível viver sem convivência, sem pontes que nos liguem a outras pessoas, sozinhos não temos significados, outras pessoas nos dão razão de vida e nos damos também razões as suas vidas, vivemos em um sistema de dependência social e ao negar isso corremos riscos de morte, primeiro morreremos socialmente, depois biologicamente. Gosto de sentir comigo a alegria de em outra pessoa ser coração solidário, não se busca em outra pessoa viver sem o contraditório das relações, longe disse, é preciso contraste, diferenças, mas isso não é o mesmo que uma relação pautada na selvageria verbal, no ódio, na sensação minima de civilid…

Teodoro Sampaio