sábado, 25 de fevereiro de 2017

Olavo de Carvalho e Josef Stalin

Ediney Santana
O país,  além da violência física que nos apavora, agora temos a violência intelectual. Gente que se diz de direita ou esquerda (com alguma exceção) se unem no mesmo canto da intolerância contra qualquer um que seja contraditório ao pensamento deles. Outro fato interessante é como a juventude que se diz de direita parece apenas copiar as ideias de Olavo de Carvalho, a estruturação do pensamento, citações e agressividade são as mesmas. Por outro lado, a tal esquerda não deixa por menos, a diferença é que a trupe da  esquerda tem uma bibliografia mais “rica” para também expressar sua intolerância intelectual.
É impossível manter um diálogo civilizado sobre qualquer assunto com essa gente sem que isso vá para vias de fato intelectualistas. O simplismo intelectual misturado à soberba constroem muros. Não sou de direita ou esquerda, espero que meu país sobreviva a tudo isso, que a geração a florescer na década de 2020 seja criativa, livre intelectualmente, saiba dizer "não sei, não entendo", saiba ser gentil e proativa, não seja soberba, não queria para si autoria da verdade, não seja dogmática e previsível, previsivelmente perigosa.


Related Posts with Thumbnails