Pular para o conteúdo principal

“A ignorância é vizinha da maldade”.

Ediney Santana 
Um provérbio diz que: “A ignorância é vizinha da maldade”. Ações baseadas em suspeitas e tão somente suspeitas, posicionamentos motivados por paixões políticas tem agravado o clima de instabilidade do país. A ignorância é sim a caldeira da maldade, e maldade é o que não falta no Brasil, vivemos sitiados por delirantes que querem justiçamento e não justiça. É assustador o sentimento de ódio aliado a uma presumida posse da verdade que tem dominado corações e mentes no Brasil, tudo isso leva a barbaria social e a uma nação ancorada no arcaísmo das mais in- civilizatórias angústias humanas.
Uma não nação que parece não ter pessoas, mas porcos espinhos humanoides. Olhar nos olhos pode não ser um convite ao conhecer, fazer amizades, mas a briga, violência. A paranoia é o ceticismo político do Brasil. Somos ao fim uma nação de incompetentes, não conseguimos fazer desse país, apesar de todos os recursos que ele nos oferece, um país decente e seguro para vivermos. Cada um se agarra a sua verdade pessoal, se entrincheira no lamaçal do egoísmo, vaidade e parte para cima de todos que não seja espelhos das suas taras. O país nunca é o centro das preocupações, longe disso, é usado como uma escrava sexual e usado das maneiras mais cretinas e covardes possíveis.
Indignação seletiva, imprensa (toda ela, seja de direita ou esquerda ou fingidamente imparcial) cretina, manipuladora, ódio e desprezo pelo país, sentimento de santidade, soberba, prepotência, tudo isso se igual a um Congresso Nacional tomado por hordas e facções criminosas que representam sim a alma bandida de muitos brasileiros.
É preciso mudar o foco. O problema não são os políticos, o problema é o povo, seja ele pobre, classe média, servidor público, evangélico, católico, negro, branco, gay, ou seja, lá como se defina enquanto pessoa. O povo deve ser chamado à responsabilidade. Que povo esse ora passivo, aceita ser roubado por empresas, pelo governo, aceita essas taxas de juros criminosas, ora seletivo, se indigna com partido “A”, mas fecha os olhos para criminosos do partido “B”.
“A ignorância é vizinha da maldade”, além disso estamos em tempos de litígio com nossas essência humana. Reafirmo o que sempre digo: o Brasil não tem uma nação, temos apenas um ajuntamento de pessoas e todos de alguma maneira contribuiu para todas as desgraças desse país, o problema não se resumo e um momento de políticos, ou traficantes ou bandidos de rua, o problema é esse ajuntamento de pessoas que não se respeitam e nem respeitam o país que vivem, aliás, respeito é palavra maldita no Brasil.
      




Postagens mais visitadas deste blog

Mãe

Livros. Bendita seja minha mãe que aos livros me apresentou, benditos livros que não me tornaram parte do lado doce da vida, mas também não me deixaram afundar no lodo existencial.  Bendita sejam todos letrados ou iletrados, benditos sejam os olhos "cegos" do meu pai que foram os guias dos meus passos, bendita seja cada letra do alfabeto, cada virgula, ponto, travessão, exclamação, dois pontos para me levarem ao mundo sem dor. Benditos sejam os anjos das vogais, os doutos das consoantes, Bendita seja minha professora Norma e sua doce alegria que na minha adolescência me mostrou a poesia da gramática, bendito seja meu professor Anchieta Nery  que me disse:  -Você é poeta. Bendita seja a noite, a sempre noite das minhas insônias, as tristezas amigas, o espelho que não me reflete, bendita seja a fé que não tenho,  esteja comigo para que na hora da minha morte eu não sofra o que já sofri pelas horas da vida. Benditos sejam os amores,  paixões,  verdades,incertezas da vida, gran…

A onda da mediocridade

Não acredite nesta história de "onda azul ou vermelha". Frases como essas foram criadas por empresas de propagandas, elas querem convencer você a votar da mesma maneira que nos induzem a comprar tal marca de cigarros ou cervejas. Essas empresas de publicidade não estão preocupadas com sua cidade ou sua felicidade, querem que você descida pela emoção, enquanto você ataca com sua emoção quem defende a "onda azul" ou quem defende a "onda vermelha", criando um clima de justiçamento político não enxerga o óbvio: as mentiras que são contadas, inventadas para que você se sinta bem estando de um lado ou outro, para que você tenha orgasmos políticos, como se realmente fizesse parte da mudança prometida, mas você é só uma ponte para que um grupo ou outro chegar ao poder. A “onda azul" e a " onda vermelha" são motivadas não por um sincero sentimento de esperança, realização ou sentimento cidadão, são motivadas pelo desejo de poder, é só o que aliment…

Caetano Veloso, Chico Buarque e Jean Wyllys

O que Caetano Veloso, Chico Buarque e Jean Wyllys têm em comum? Todos são ex-empregados da Rede Globo. O Buarque e o Wyllys se dizem de esquerda, Veloso é...é... Olha quem sabe, porém quem nemnem. Pois bem. Há quem acredite que "gênios" se fazem sozinhos, que eles têm o poder mágico do talento e só isso basta para que tenham reconhecimento e sucesso. Não é. Sem o poder da Rede Globo nunca essas pessoas teriam o alcance que tiveram e duas delas levantariam dúvidas sobre a suposta genialidade atribuída a ambos. Dez entre dez pessoas “super inteligentes” “cabeças”, “imunes a manipulação da mídia golpista” têm no trio citado aqui algo que chamo de esquerdismo cristão. Conheço até pessoas que recusaram participação em programas da Rede Globo, acreditando assim estarem contribuindo, como bem cantou Raul Seixas, “para ao nosso belo quadro social”, mas rezam na cartilha de crias da própria Globo. Jean Wyllys é um pouco mais velho que eu, mas somos da mesma geração, militei anos n…