Pular para o conteúdo principal

Paranoia verde oliva e vermelha

Ediney Santana
A intervenção militar colocaria os comunistas na cadeia e com os comunistas presos não teríamos mais acidentes de trânsito, porque só comunistas enchem a cara de cachaça e vão matar nas estradas os bons costumes e as tradições familiares.
Com a intervenção militar não teremos mais brigas nos estádios, com os comunistas presos os estádios serão jardins encantados da ópera futebolista e orgulhos nacional.
Com a intervenção militar, comunistas não abrirão empresas de fachadas em paraísos fiscais para desviarem recursos do povo ordeiro e pacifista que somos nós brasileiros.
Sem esses perigosos comunistas não teremos maus tratos a idosos, crianças. Acabaram os casos de feminicídio porque feminicídio é coisa de comunista, não teremos mais homofobia, porque gay e coisa de comunista e sem comunismo nossos homens serão antes de tudo machos. 
A intervenção militar fará do nosso país o novo jardim do Éden, sem comunistas no lugar de revólver a polícia vai usar ramalhastes e destituir rosas, porque violência é coisa de comunista.
Seremos o país mais leal das galáxias existentes e inexistentes, porque sem comunistas o Brasil será a personificação do avanço cientifico, sem os comunistas acabarão as rasteiras nos ambientes de trabalho, famílias serão intocáveis templos da harmonia patriarcal, acabaram os divórcios porque divórcio é coisa de comunistas.
Com a intervenção militar nossos alunos serão anjinhos calvinistas, todos saberão de cor a os salmos da Bíblia, os professore serão respeitados, porque só comunistas desrespeitam seus mestres e são ateus.
Sem comunistas o Brasil será o primeiro país do mundo em paz, não teremos mais homicídios, roubos ou sequestros, ninguém mais vai comprar produtos piratas ou roubados, ninguém mais vai gravar escondido mulheres fazendo sexos e espalhar pela internet porque tudo isso é coisa de comunista. Acabarão os julgamentos em redes sociais que sem provas condenam pessoas, espalham fofocas e intrigas, nas universidades alunos não comprarão mais TCC, não pagarão para outras pessoas fazerem seus trabalhos, tudo isso ficará para trás, porque não seremos uma pátria de comunistas.
Com os comunistas presos, a arte será pura e cristalina como um espermatozoide batendo continência, sem os comunistas não teremos mais fome e nem seca, porque a fome e a seca foram inventadas pelos comunistas.
Com a intervenção militar acabarão as desigualdades sociais, sonegação de impostos, estacionamento em lugar proibido, estacionamento em lugar reservado para idosos e deficiente físico, nos ônibus e metrô as vagas para idosos e gestantes serão respeitadas. Com a intervenção militar empresas não pagarão mais propina para político bandido, porque tudo isso é coisa de comunistas.
Vamos mandar os comunistas para a União Soviética, sim, porque a União Soviética nunca deixou de existir, tudo foi uma trama sórdida dos russos. Olhem pela janela do futuro, vejam o sol da liberdade em raios dourados, isso é o futuro do Brasil com a intervenção militar. Um País sem políticos corruptos, sem financiamento público de campanha, sem fundo partidário, sem foro privilegiado, sem supersalários no serviço público, políticos receberão apenas ajuda de custo e só terão apenas um mandato, sem mil penduricalhos jurídicos para inocentar bandidos, sem hospitais sucateados, sem obras superfaturadas, com a intervenção militar um novo Brasil vai acontecer.
Briga de trânsito? Racismo? Xenofobia? Jeitinho brasileiro? Poluição dos rios, mares e desmatamento das florestas? Tudo isso é coisa de comunista, em nosso novo país teremos um novo povo, uma nova ordem social baseada na pureza e na delicadeza das relações.
Viva o Brasil que antes de qualquer intervenção precisa urgentemente, como escreveu alguém, passar por uma intervenção psiquiatra com doses generosas de educação, gentileza e respeito à diversidade de pensamento, não quero viver em um país dominado por fascistas de esquerda ou direita. E como bom entendedor no Brasil ultimamente é cosia rara, é bom lembrar que esse texto é uma ironia nem todos que se dizem de direita ou esquerda são fascistas. 
http://livrosdeedineysantana.blogspot.com
http://poesiaeguerra.blogspot.com




Postagens mais visitadas deste blog

"A felicidade é uma arma quente”

Eu que nunca saio do meu lugar exílio, imagino como o mundo deve ser lindo. Estou tão fantasma em Santo Amaro que me considero um prisioneiro condenado a devorar-me sem piedade e pouco a pouco ir morrendo de tantas angústias que não há sol a iluminar tanta escuridão.
Você descobre que está ficando para trás quando todos da sua geração foram embora. Quando esses seus amigos voltam à cidade e você só fala com eles do passado é sinal também que a amizade já era, ficou presa em algum lugar desse mesmo passado. Nem eles e nem você cabem mais na vida um do outro.
Acostumar-se com migalhas de felicidade, com aparente segurança da rotina é um passo certo para pararmos no tempo, para voltado às pequenas coisas nos tornamos bobos de uma corte morta há tempos.
Torna-se um monumento não é bom, se isso acontece quer dizer que mesmo você estando vivo, todos vão considerá-lo morto. Tenho a impressão que a natureza só mata alguém quando esse alguém já não interfere nem para o bem nem para o mal na vida…

Carta para daqui a 50 anos

Hoje é sábado, 29 de junho de 2013, São Pedro, últimos dos santos juninos, aqui perto em São Francisco, vai ter show “grátis” do Chiclete com Banana, claro que não vou, tem gente em excesso de suposta felicidade e acho um saco tanta gente feliz junta por quase nada, não que eu seja triste, mas a minha felicidade repousa na linha do horizonte, não se resume a uma multidão insana pulando e gritando: “chicle...tê!!!! Em 2063, o maior plano é tá vivo, curtindo minha velhice e ouvindo as histórias da minha filha, ler essa carta nem que seja com uma lupa daquelas de Sherlock Holmes, talvez olhe para uma foto minha de hoje e diga: elementar, meu caro, tudo no fim deu certo. Não pense, eu de hoje, que meu sonho é só envelhecer, há o recheio, como de um sanduíche que comi certa vez e daria para alimentar um uma fila inteirinha de pau de arara, pau de arara eram caminhões que certamente devem ter levado muita gente minha para São Paulo, gente que por lá trabalhou duro e morreu da mais profunda…

Mãos calejadas, meu Deus.

Os escravos eram as mãos e pés dos seus donos, tinham as mãos calejadas do trabalho braçal e penoso nas plantações enquanto os senhores de engenho tinham as mãos suaves. Neste momento aconteceu algo que marcou para sempre a divisão do trabalho: o trabalho braçal e o intelectual, o braçal desprestigiado e intelectual privilegiado. Ter as mãos calejadas passou a significar pouco estudo e baixa qualificação, consequentemente desprestigio social, enquanto o trabalho intelectual passou a ser valorizado, trabalho de “doutores”, de pessoas “importantes”. Essa divisão alimentou e alimenta muitas das nossas mazelas e preconceitos. O presidente Barack Obama disse que não pode simplesmente colocar os imigrantes ilegais para fora dos Estados Unidos, porque o país precisa deles. Nos Estados Unidos trabalho como motorista, gari, baba, diarista, garçonete, frentista ou pedreiro são excetuados por imigrantes, muitos deles brasileiros que aqui não pegariam no cabo da vassoura para varrer a própria ca…