Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho 4, 2019

Regionalismo e literatura

Millôr Fernandes escreveu que quando uma ideia envelhece se muda para o Brasil. Gosto dessa frase porque ela é tragicamente assertiva sobre nossa intelectualidade que deprimida e envergonhada de suas origens necessita de vozes estrangeiras que sustentem suas visões de mundo. Necessitar dessas vozes não é o mesmo que manter um diálogo intenso e produtivo com o mundo, mas revela, como bem escreveu Nelson Rodrigue, o sentimento de capachismo intelectual o qual nomeou de sentimento de vira-latas. Essa minha crítica ao comportamento intelectual de muitos brasileiros não é defesa de ojeriza ao estrangeiro, longe disso, é defesa de um diálogo com o mundo em que não me envergonho de ser quem sou. Se o mundo tem algo a me dizer, também tenho o que falar, sou todo ouvido, mas sou também ser de fala. Pela direita ou esquerda o Brasil é intelectualmente cativo da Europa ou Estados Unidos, não olhamos e nem dialogamos  com nossa latinidade, ignoramos nossos vizinhos latinos como nós também somos. Es…